Redutores de velocidade saem da fase educativa e passam a registrar excessos a partir desta quinta

Por Pollyana Sorrentino - em 1568

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) informa que a partir desta quinta-feira (1º), os oito novos equipamentos de fiscalização eletrônica de velocidade instalados em João Pessoa, padronizados em 50Km/h, passarão a registrar e multar os condutores que ultrapassarem o limite máximo de velocidade.

Desde o dia 8 de maio, a Semob-JP iniciou um período educativo alertando a população sobre a implantação dos equipamentos com o objetivo de que todos fiquem atentos e possam se adaptar as intervenções. “Foram mais de 20 dias para observação e adaptação aos novos redutores, agora, os equipamentos passam a autuar quem desrespeitar o limite de velocidade de 50km/h”, ressalta o superintendente Carlos Batinga.

De acordo com a Diretoria de Operações, os novos redutores de velocidade são do tipo REV (com display) e CEV (sem display) e foram instalados nas Avenidas Pedro II, 2 de Fevereiro, 14 de Julho, Esperança (em dois pontos), Hilton Souto Maior (em frente ao Fórum de Mangabeira – nos dois sentidos da via) e Cruz das Armas (em frente a Praça Semeão Leal).

O que diz o CTB – De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro se o excesso de velocidade ficar em até 20% acima do limite permitido, a infração é considerada média e o valor da multa é de R$ 130,16. Se for superior à máxima em mais de 20% até 50%, caracteriza-se uma infração grave que é de R$ 195,23. Quando houver excesso superior a 50% da velocidade máxima permitida a infração será gravíssima multiplicada por três que é de R$ 880,41.

Vale ressaltar que existe, contudo, um limite de até 7km/h para garantir eventuais divergências entre a velocidade dos veículos e a velocidade aferida pelo equipamento (uma margem de segurança para o condutor).