Reforma do Mercado de Cruz das Armas está em ritmo acelerado

Por - em 20

As obras de reforma e qualificação do Mercado Sindolfo Freire, o tradicional Mercado de Cruz das Armas, estão em ritmo acelerado. De acordo com o cronograma da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), as obras deverão estar concluídas até março de 2011 e o custo da reforma é de mais de R$ 2 milhões.

O projeto de reforma do mercado vai preservar a arquitetura original. O mercado foi construído em 1962 e as antigas edificações existentes no seu interior foram demolidas. Os 153 boxes que estão sendo reconstruídos vão proporcionar mais conforto e funcionalidade tanto ao comerciante quanto ao consumidor. Ventilação, segurança, acessibilidade e higiene são itens prioritários no projeto, que foi concebido pela Secretaria de Planejamento (Seplan) e aprovado pelos 122 comerciantes que serão beneficiados pela obra.

Preservando a História – No bloco original do edifício, a arquitetura foi preservada, havendo restauração da marquise, das instalações elétrica e hidráulica além da colocaçao de nova cobertura. No local funcionarão 51 boxes destinados ao comércio e serviços, além da Administração do mercado, que terão salas de reuniões e um posto permanente da Emlur – Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana.

Na coberta central estarão distribuídos 102 boxes onde o consumidor vai encontrar os tradicionais produtos de mercado: frutas, verduras, carnes, frios, laticínios, temperos, grãos e mangaio. Lanchonetes e restaurantes ficarão dispostos numa área específica de alimentação. Todos os pontos de venda estão sendo aparelhados de modo a atender às normas da Vigilância Sanitária.

Higiene e Acessibilidade – O mercado terá ainda duas baterias de banheiros com capacidade para atender tanto à demanda dos comerciante quanto dos consumidores. Rampas, corrimãos e barras de segurança estão espalhados por todo o equipamento, garantindo a acessibilidadade e a segurança.

Expectativa – Para os comerciantes estabelecidos no Mercado de Cruz das Armas, a reforma vai trazer grandes benefícios. José Dias de Lucena, estabelecido no mercado há 10 anos no setor de miudezas, acredita que a economia do bairro vai se beneficiar, já que as vendas vão “aumentar e muito”. Para Fábio Carlos Cabral, comerciante no local há 7 anos, vendendo em média, 3.000 kg de carne por semana, disse que espera dobrar o faturamento depois da reforma.

Mas o mais entusiasmado é Isaak Nunes, que desde criança frequenta o mercado, já que seu pai é um dos mais antigos no local: há 20 anos comercializa frutas e verduras, chegando a movimentar três toneladas dos produtos por semana. “Nossa vida está diretamente ligada à história desse mercado, e para a nossa família, essa reforma é uma bênção”, disse emocionado.