Reforma traz novos espaços para os animais e visitantes

Por - em 24

O Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica, está sendo reformado, possibilitando novos espaços para os animais e para a população que frequenta o zoológico da cidade. O Plano de Requalificação da Bica é constituído por 36 projetos, resultado da realização de um concurso público de ideias. A reforma começou há mais de um mês e sete projetos estão sendo executados, com recursos da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP).

Nesta primeira etapa já é possível observar algumas mudanças. Os espaços dos falconiformes (aves de rapina), dos pequenos mamíferos e das aves de pequeno porte foram requalificados. No lugar destinado às aves de pequeno porte, o visitante poderá caminhar por dentro com os pássaros soltos. As serpentes também ganharão uma nova casa. A Oca – espaço destinado à educação ambiental –, a fonte Tambiá e o conjunto de píer, trapiche e passarela foram reformados. A população poderá continuar a fazer os passeios de pedalinho e quadriciclos e promover piqueniques.

A equipe que venceu o concurso da reforma da Bica é formada por técnicos de diversas áreas, entre eles um arquiteto, que representa os demais. Para a realização do concurso público foi elaborado um termo de referência, resultado do diagnóstico ambiental, realizado pela Diretoria de Estudos e Projetos da Secretaria do Meio Ambiente (Semam) e do relatório do fórum de discussão sobre o Parque, ocorrido entre 2006 e 2007. Participaram do fórum comunidades do entorno, técnicos do Parque, professores e alunos das universidades interessadas e representantes das secretarias e autarquias do município.

Plano de Requalificação do Parque e Educação Ambiental – O Plano, formado por 36 projetos, inclui também um plano de manejo, que servirá para um melhor ordenamento de todo o conjunto que compõe o Parque.

Os muros, nos limites com a comunidade Asa Branca, foram parcialmente reconstituídos, mas a direção da Bica trabalha diariamente contra a depredação. Para aproximar a comunidade do Parque, são promovidas ações de educação ambiental, entre elas o replantio de árvores nativas, numa parceria da Bica com o Centro de Estudos Ambientais Viveiro Municipal de Plantas Nativas. No final de setembro será lançado um projeto, que envolve jovens da comunidade, em parceria com a Casa Pequeno Davi.

Nome do Parque – A Bica, como é mais conhecida, chama-se Parque Zoobotânico Arruda Câmara, nome aprovado na Câmara Municipal, por meio de projeto da ex-vereadora Paula Frassinete. Segundo Edilson Lima, diretor do Parque, “ao acrescentar a terminologia “Botânica”, a Bica ganha um caráter de interesse para pesquisa e preservação da flora, já que até 2007 o Parque recebia o nome de Parque Zoo Arruda Câmara”.