Repente e muito forró abrem a 1ª noite do São João na Capital

Por - em 27

O repente tomou conta do largo do Ponto de Cem Réis, na abertura do “São João de João Pessoa – O Melhor da Gente”, que aconteceu na noite desta última sexta-feira (11). O cantor e compositor Oliveira de Panelas, que é um dos homenageados da edição deste ano, presenteou o público com canções e repentes que retratam a essência da cultura nordestina. A festa começou com a apresentação do grupo Forró da Mala, que trouxe clássicos da música forrozeira. O evento é uma realização é da Prefeitura de João Pessoa, por meio da sua Fundação Cultural (Funjope).

Oliveira de Panelas dividiu o palco com o outro grande repentista Daudeth Bandeira. A dupla declamou poesias ligadas ao cotidiano do povo nordestino e ao sincretismo cultural e religioso das festas juninas e, como não poderia deixar, fizeram rimas, trocadilhos e improvisações com o São João, com as mulheres, a cultura, com a copa do mundo e seleção brasileira de futebol.

O prefeito da João Pessoa, Luciano Agra, participou da festa de abertura do São João da Capital. Para ele, esta é uma data especial para a cultura do povo nordestino. “O governo está muito sensível as causas sociais e com a cultura não seria diferente, porque nós entendemos que a cultura, principalmente a popular, é um instrumento de transformação social”, disse o prefeito da cidade de João Pessoa, Luciano Agra.

O homenageado da noite, o poeta Oliveira de Panelas, disse que a sensação de estar presente e ser homenageado no São João de João Pessoa é uma maneira carinhosa de imortalizar sua obra. “Tão grande que é como se eu não fosse morrer mais nunca”, brincou o repentista que iniciou sua carreira aos 12 anos de idade a lado de nomes como Josué Rufino e João Vicente.

A última atração da noite foi o professor e poeta popular, Bira Delgado, que na ocasião aproveitou para lançar seu primeiro trabalho, o CD intitulado “Na Batida da Canela”, que contou o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa. No palco Bira interpretou composições de nomes consagrados do xote e do baião, a exemplo de Maciel Melo, Zé Marcolino, Zé Dantas, Luiz Gonzaga, Xico Bezerra, Braúlio Medeiros, Chico de Pombal e Bebé de Natércio. “Me sinto um privilegiado em participar do São João de João Pessoa no meio de nomes importantes de nossa cultura”, ressaltou Bira.