Representante da PMJP integra campanha sobre direitos das negras

Por - em 20

A coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), Nézia Gomes, participou na tarde desta quarta-feira (21) da sessão Especial na Câmara Municipal da Capital sobre a Campanha de Promoção da Identidade Negra. Participaram da sessão ativistas dos movimentos negro, de mulheres e representações das religiões de matriz africana.

A sessão foi proposta pela vereadora Sandra Marrocos (PSB) e teve o objetivo de fortalecer a campanha “Morena, não. Sou Negra”, que é de realização da Organização Não Governamental Bamidelê – Organização de Mulheres Negras na Paraíba.

Para a coordenadora Nézia Gomes, a campanha, ao trabalhar a afirmação da identidade negra, quebra preconceito e eleva a autoestima dessa população. “A campanha é bela e marcante. Chega de forma simples, consegue mexer com o nosso subjetivo e nos faz refletir sobre a contribuição da população negra na sociedade”, destacou.

Segundo a representante da ONG Bamidelê, Solange Rocha, um dos objetivos da campanha é dialogar com as instâncias públicas e a sociedade sobre as demandas da população negra. “Essa campanha é uma luta de vários anos e a principal intenção é fazer com que a sociedade e o poder público reflitam sobre a questão do racismo no nosso Estado”, afirmou Solange Rocha.

Pesquisa – Segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicilio (PNAD -2007), a população da Paraíba era composta de 36,5% de brancos e 63,3% de negros. E a renda de um trabalhador negro era de 1,3 salários mínimo, enquanto do trabalhador branco era de 2,7 salários.

“O trabalho da Bamidelê é fundamental porque, além de, fortalecer a luta do movimento negro, faz um recorte importante para a situação das mulheres negras que, cada vez, se tornam mais empobrecidas. Apoiar iniciativas se faz necessário para que avancemos no ideal humanista de dignidade e justiça social”, enfatizou a coordenadora da CPPM, Nézia Gomes.