Representantes de órgãos de proteção ao patrimônio, trade turístico e comércio conhecem Villa Sanhauá

Por Katiana Ramos - em 778

Em fase final de acabamento, o Residencial Villa Sanhauá recebeu, nesta segunda-feira (23), a visita técnica de representantes de órgãos ligados ao patrimônio e dos Conselhos de Engenharia e Arquitetura, além de líderes do trade turístico de João Pessoa. Além de conhecer detalhes da obra e do projeto, os visitantes puderam avaliar a viabilidade comercial e turística da proposta que une moradia e atividades econômicas nos imóveis.

A preservação do estilo arquitetônico dos oito casarões, localizados na Avenida João Suassuna, e a proposta de integrar habitação com pontos comerciais estão entre os pontos elogiados pelos visitantes. “Esse projeto está trazendo de volta o convívio da sociedade para essa região e dando oportunidade a artistas. É preciso que a gente resgate a nossa história através das nossas edificações”, reforçou o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB), Antonio Carlos de Aragão.

Por sua vez, o representante do Conselho Regional de Arquitetura da Paraíba (CAU-PB), Victor Hugo Pereira, destacou que a obra está respeitando a preservação do patrimônio das estruturas e do local onde está inserida. Já o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), José Carlos de Oliveira, lembrou que o projeto Villa Sanhauá, todo idealizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), é um exemplo para outras cidades brasileiras e também do mundo.

“É um projeto fantástico, começando pelo resgate dos imóveis, de acordo como as diretrizes de preservação do Patrimônio e ainda com foco na vivência que a população terá de todo o projeto. A Prefeitura de João Pessoa está oferecendo ao mundo a possibilidade de conhecer a nossa história com outros olhos”, frisou.

Potencial – A secretária de Habitação do município, Sachenka da Hora, destacou a importância do Villa Sanhauá para alavancar o turismo e garantir ainda mais o crescimento do setor comercial no local. “A obra é um incentivo para os órgãos e empresas estarem investindo mais aqui na região. Vamos instalar um espaço da Prefeitura que vai receber cerca de 300 pessoas por dia”, disse.

Na última sexta-feira (20), o presidente da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado da Paraíba, Marconi Medeiros, representantes do Senac e de instituições privadas, visualizaram o espaço e conheceram o potencial do projeto para os setores comercial e turístico.

Turismo – O secretário de Turismo do Município, Fernando Milanez, lembrou que o projeto Villa Sanhauá terá impacto no turismo da Capital, não somente na atração e fortalecimento de visitantes na região do Centro Histórico, mas também na implantação de novos negócios nessa área da cidade. “É um marco para a revitalização do Centro Histórico e Turismo da nossa Capital porque é uma obra que complementa outras iniciativas que a Prefeitura já fez, como a reforma do Hotel Globo, da Praça da Independência e do Parque da Lagoa”, complementou o secretário.

Tanto na visita técnica da última sexta-feira (20), como no encontro desta segunda-feira (23), representantes do trade turístico da Capital conheceram o projeto e reforçaram o fomento ao turismo no Centro Histórico. “Essa obra passa por um processo não só de restauração do Centro Histórico, mas também de reestruturação, porque reforma e revitaliza os espaços e também promove eventos, como tem sido o programa AnimaCentro, que aos finais de semana movimenta a cultura local desenvolvida na nossa cidade”, avaliou o secretário adjunto de Turismo de João Pessoa, Graco Parente.