Ricardo assiste implantação do OD e empreender

Por - em 63

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) acompanhou nesta sexta (13) a implantação do Empreender e do Orçamento Democrático no município de Cajazeiras. Os dois projetos pioneiros na Capital paraibana servirão como base para experiências na administração da cidade sertaneja, do prefeito Léo Abre (PSB).

A solenidade que marcou o lançamento dos projetos foi realizada durante um seminário no Teatro Íracles Pires (ICA). Além do prefeito da Capital, que viajou a convite de Léo Abreu, participaram do evento do deputado federal, Luiz Couto (PT) e da vereadora Sandra Marrocos (PSB), que coordenou a implantação do orçamento Democrático na primeira gestão de Ricardo.

Uma equipe da prefeitura de João Pessoa explicou aos lideres comunitários, funcionários da prefeitura de Cajazeiras e representantes de associações, Organizações não Governamentais e sindicatos que estavam presentes como o projeto foi implantado e executado na Capital. Depois, a equipe que coordenará o Orçamento Democrático em Cajazeiras anunciou a agenda do projeto para 2009.

O prefeito Ricardo Coutinho afirmou que Cajazeiras está escrevendo uma nova história. “Estamos tratando do poder popular. Seria mais fácil simplesmente colocar técnicos para verificar quais necessidades o município tem, mas o orçamento lida com o futuro e o presente de toda a população, por isso é justo que essas pessoas tenham o Orçamento Democrático. Com esse processo, o município avança e as pessoas também progridem”, disse o prefeito de João Pessoa.

O prefeito de João Pessoa afirmou ainda que as políticas de geração de renda são fundamentais para o crescimento das cidades. “O empreender, por exemplo, emprestou em média R$ 3 milhões por ano e isso gera mais emprego e mais renda para a cidade”, garantiu.

“A Capital exerceu o papel de uma espécie de laboratório para políticas públicas que deram certo. Por isso, ações e projetos semelhantes podem ser aplicados, como estamos fazendo em Cajazeiras, respeitando as individualidades de cada município”, afirmou Léo Abreu (PSB), prefeito de Cajazeiras.

Para Léo Abreu, o Orçamento Democrático é uma conquista da população. “O povo de Cajazeiras, seguindo o exemplo de João Pessoa, terá o poder de decidir junto à gestão municipal o que é prioridade, o que o município está precisando. A comunidade tem necessidade de dialogar com o governo e isso é democracia”, comentou.

A coordenadora do Orçamento Democrático em Cajazeiras, Cícera Cavalcante de Sousa, disse que no dia 19 de março haverá a primeira plenária, no bairro Cristo Rei. “Dividimos a cidade em seis regiões, sendo uma rural e a população de cada uma das regiões poderá decidir como será beneficiada pelo dinheiro público, afinal, esse dinheiro é do povo”, comentou.