Ricardo Coutinho recebe homenagem na abertura do IV Festival Aruanda

Por - em 22

O prefeito Ricardo Coutinho recebeu, na noite dessa segunda-feira (8), a comenda “Aruanda Cultural”, na solenidade de abertura do IV Festival Aruanda Audiovisual Universitário Brasileiro. A solenidade ocorreu no auditório Sérgio Bernardes, no Hotel Tambaú. A produtora cultural do evento, Sheilla Martins, explicou que a decisão de homenagear o chefe do Executivo pessoense se deu pelo fato da sensibilidade da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), ao longo de quatro anos, ser uma das principais parceiras do projeto.

Sheilla Martins lembrou que a decisão da homenagem foi um consenso, sendo respaldada pelo coordenador do evento, Lúcio Vilar, professor de Comunicação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). “O prefeito Ricardo Coutinho sempre foi muito atencioso conosco e abraçou o Festival desde a sua primeira edição, há quatro anos. Então, nada mais justo que homenageá-lo”, relatou.

A produtora lembrou o papel importante que a Prefeitura teve para a consolidação do evento, que já é, segundo Sheilla Martins, uma referência nacional do audiovisual brasileiro. “A cada ano o Festival cresce mais. Este ano, por exemplo, temos grandes convidados, como o cineasta Walter Lima Júnior”, disse, para em seguida explicar que ele estará ministrando, ao longo do Fest Aruanda, uma oficina específica para atores de cinema e vídeo.

Outro ponto destacado pela produtora está sendo a repercussão nacional que o evento está tendo em todo o Brasil, em especial no Sul e Sudeste. “O prefeito Ricardo Coutinho, com toda a sua equipe, sempre teve a sensibilidade que a cultura é um dos valores essenciais na vida das pessoas. Então, ao apoiar um evento como o Fest Aruanda, ele dá acesso às pessoas viverem o universo do cinema e do vídeo”, avaliou.

Ao final, Sheilla Martins explicou que hoje João Pessoa, bem como o Estado, é referência nacional na produção de cinema e vídeo e, como tal, necessitava de um Festival à altura. Outro aspecto destacado foi o desenvolvimento do chamado turismo cultural que eventos desse porte propiciam para a cidade anfitriã. “A cultura ganha, a sociedade ganha, todos ganham”, ponderou.

O Fest Aruanda foi iniciado na segunda e vai até o próximo dia 13. Dentro da programação haverá oficinas de cinema e vídeo, mostra competitiva de peças audiovisuais, palestras, mesas redondas e exibição de filmes, como o longa “Simonal – Ninguém sabe o duro que dei”. A direção e produção são de Cláudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal