Ricardo entrega Residencial Gervásio Maia nesta quinta

Por - em 60

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) fará a entrega oficial do Condomínio Residencial Gervásio Maia será nesta quinta-feira (20), às 16h. O novo empreendimento habitacional conta com 1.336 casas, escola com dez salas de aula, quadra coberta, Unidade de Saúde da Família (USF), creche, praças, equipamentos que serão inaugurados à medida que forem concluídos.

O Residencial também possui toda infra-estrutura que inclui saneamento, pavimentação das ruas principais e urbanização da área. O valor total da obra é R$ 24.070.130,40, sendo R$ 15.426.133,22 do Governo Federal e R$ 8.643.997,18 do Governo Municipal. “A entrega do Residencial Gervásio Maia é um marco na política habitacional de João Pessoa. Estamos oferecendo moradias dignas para quem realmente precisa”, enfatizou a secretária de Habitação da PMJP, Emília Correia Lima.

Uma consulta à sede da Caixa Econômica Federal (CEF), em Brasília, apontou o Residencial Gervásio Maia, localizado no Colinas do Sul, como o mais completo conjunto habitacional no país financiado pelo Governo Lula. A informação foi repassada pela secretária de Habitação Municipal, Emília Correia Lima.

Relocação de famílias – Na última sexta-feira (14), a Prefeitura de João Pessoa iniciou a transferência de 959 famílias que viviam em acampamentos de lona ou em ocupando prédios públicos para o Residencial Gervásio Maia. A atividade foi concluída nesta segunda (17), com a entrega de casas para as famílias assistidas pelos programas da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

O transporte dos móveis e das famílias para as casas novas contou com a parceria e o apoio de vários órgãos envolvidos, como as secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Saúde (SMS), Desenvolvimento Social (Sedes) e Habitação Social (Semhab), mais a Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) e a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), entre outros.

Novos moradores – As comunidades transferidas para o Residencial Gervásio Maia são Cibrazem (Ilha do Bispo – 17 famílias); Prédio do INSS (Centro – 99); Prédio do Matadouro (Trincheiras – 26); Prédio da LBA (Cruz das Armas – 20); Distrito Mecânico (Trincheiras – 9); Titanic (Bessa – 22); Fábrica de Gelo (Varadouro – 8); Asa Branca (Róger – 20); acampamento Jorge Luis (Valentina – 208); acampamento Vila Vitória (Bairro dos Novais – 30); acampamento Pedro Teixeira (Bairro das Indústrias – 35); acampamento Chico Mendes (Bairro das Indústrias – 25); acampamento Margarida Maria Alves (Bairro das Indústrias – 25); acampamento Monte das Oliveiras (Cristo – 73) e o acampamento 19 de Maio (Alto do Mateus – 108 famílias).

Foram também transferidas para o novo conjunto residencial famílias que recebiam auxílio moradia: 25 que residiam em vários bairros (pela Defesa Civil); mais 48 do Condomínio Cristo; 39 do Condomínio Vitória; 53 destinadas a servidores da Emlur e 35 do Balcão de Direitos.