Ricardo lança nesta sexta-feira projeto pioneiro “Jampa Digital”

Por - em 11

Interação social e administrativa. Para alcançar esses objetivos, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec) e da parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), vai lançar oficialmente o projeto ‘Jampa Digital’. A solenidade acontece nesta sexta-feira (19), a partir das 19h, no Busto de Tamandaré. Após o lançamento do projeto, o público vai conferir o show da cantora baiana Pitty.

Pioneira no Brasil, a iniciativa vai oferecer Internet de banda larga, de forma gratuita, à toda a população da Capital. Nesta primeira etapa do projeto, cerca de 35% da cidade vai estar coberta pelo serviço. Serão mais de cem pontos de assinante digital, que interliga a administração em uma rede de praças, escolas, Estações Digitais e a orla, abrangendo do Mag Shopping à Estação Cabo Branco. O serviço também vai alcançar as comunidades ao redor do ponto, em uma distância de até 800 metros. Nesta etapa do projeto, a expectativa é que 400 pessoas usem simultaneamente cada ponto disponibilizado .

O planejamento da equipe de Secitec é que até o mês de dezembro sejam colocadas dez estações, o que vai permitir que 85% do território de João Pessoa esteja inserido no projeto. A meta é que toda a população da cidade, os mais de 702 mil habitantes, sejam beneficiados. Até agora, a Prefeitura da Capital e o Ministério da Ciência e Tecnologia já investiram R$ 27 milhões na compra de equipamentos, que vão dar a infraestrutura física de tráfego de sinal, e nos aplicativos e conteúdo, dando com isso a estrutura necessária de conectividade e acessibilidade. Anualmente, o projeto deve comportar R$ 10 milhões em recursos das duas esferas administrativas.

Cidadania – Todo este aparato tecnológico somado vai se transformar em governança eletrônica, que possibilitará a interação entre cidadãos e o executivo municipal. O cidadão vai poder baixar da Internet materiais desenvolvidos por órgãos governamentais, permitindo ao usuário o aprendizado, o debate e a participação nas questões do fazer político. “Com o projeto ‘Jampa Digital’ o cidadão deixa de ser um agente passivo e começa a participar e interagir com o poder público, inclusive, sugerindo”, exemplificou o diretor de Inclusão Digital de João Pessoa, Paulo Badaró.

No projeto, a pessoa não é tratada como um simples usuário, mas sim como um cidadão. Na proposta, cada um que habita em João Pessoa vai se transformar em um portal físico. Neste, todas as informações sobre o cidadão serão inseridas, assim como os 12 links correspondentes às secretarias municipais e seus serviços. “Estamos disponibilizando para os cidadãos o acesso às ferramentas e ele vai buscar o conteúdo”, frisou Paulo Badaró.

O projeto ‘Jampa Digital’ está previsto no Plano de Ações Integradas (PAI), anunciado pelo prefeito Ricardo Coutinho no ano passado. Para a execução do projeto, foram mapeados os 450 endereços eletrônicos da PMJP, entre eles escolas, postos de saúde, Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans), Guarda Municipal, Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec), e demais secretarias.