Ricardo lança nesta sexta-feira projeto pioneiro “Jampa Digital”

Por - em 66

Interação social e administrativa. Para alcançar esses objetivos, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec) e da parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), vai lançar oficialmente o projeto ‘Jampa Digital’. A solenidade acontece nesta sexta-feira (19), a partir das 19h, no Busto de Tamandaré. Após o lançamento do projeto, o público vai conferir o show da cantora baiana Pitty.

Pioneira no Brasil, a iniciativa vai oferecer Internet de banda larga, de forma gratuita, à toda a população da Capital. Nesta primeira etapa do projeto, cerca de 35% da cidade vai estar coberta pelo serviço. Serão mais de cem pontos de assinante digital, que interliga a administração em uma rede de praças, escolas, Estações Digitais e a orla, abrangendo do Mag Shopping à Estação Cabo Branco. O serviço também vai alcançar as comunidades ao redor do ponto, em uma distância de até 800 metros. Nesta etapa do projeto, a expectativa é que 400 pessoas usem simultaneamente cada ponto disponibilizado .

O planejamento da equipe de Secitec é que até o mês de dezembro sejam colocadas dez estações, o que vai permitir que 85% do território de João Pessoa esteja inserido no projeto. A meta é que toda a população da cidade, os mais de 702 mil habitantes, sejam beneficiados. Até agora, a Prefeitura da Capital e o Ministério da Ciência e Tecnologia já investiram R$ 27 milhões na compra de equipamentos, que vão dar a infraestrutura física de tráfego de sinal, e nos aplicativos e conteúdo, dando com isso a estrutura necessária de conectividade e
acessibilidade. Anualmente, o projeto deve comportar R$ 10 milhões em recursos das duas esferas administrativas.

Cidadania – Todo este aparato tecnológico somado vai se transformar em
governança eletrônica, que possibilitará a interação entre cidadãos e o executivo municipal. O cidadão vai poder baixar da Internet materiais desenvolvidos por órgãos governamentais, permitindo ao usuário o aprendizado, o debate e a participação nas questões do fazer político. “Com o projeto ‘Jampa Digital’ o cidadão deixa de ser um agente passivo e começa a participar e interagir com o poder público, inclusive, sugerindo”, exemplificou o diretor de Inclusão Digital de João Pessoa, Paulo Badaró.

No projeto, a pessoa não é tratada como um simples usuário, mas sim como um cidadão. Na proposta, cada um que habita em João Pessoa vai setransformar em um portal físico. Neste, todas as informações sobre o cidadão serão inseridas, assim como os 12 links correspondentes às
secretarias municipais e seus serviços. “Estamos disponibilizando para os cidadãos o acesso às ferramentas e ele vai buscar o conteúdo”, frisou Paulo Badaró.

O projeto da ‘Jampa Digital’ está previsto no Plano de Ações Integradas (PAI), anunciado pelo prefeito Ricardo Coutinho no ano passado. Para a execução do projeto, foram mapeados os 450 endereços eletrônicos da PMJP, entre eles escolas, postos de saúde, Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans), Guarda Municipal, Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec), e demais secretarias.