Rita Ribeiro e Escurinho tocam no Seis e Meia, desta 4ª-feira

Por - em 23

Cantora de raro talento e prestígio, a maranhense Rita Ribeiro é a principal atração do Projeto Seis e Meia desta quarta-feira, dia 13. Ela vai apresentar o show ‘Só você, violão…’, que faz um passeio pela sua diversificada carreira, acompanhada apenas pelas cordas do violonista Israel Dantas. Na abertura, o público vai assistir ao show do irreverente cantor e compositor pernambucano, radicado em João Pessoa, Escurinho, um dos maiores talentosos do circuito alternativo do Nordeste.

O Projeto Seis e Meia é promovido pela Prefeitura de João Pessoa em parceria com a Accorde Produções e recebe o apoio cultural do Ambassador Flat e dos restaurantes Peixe Elétrico, Vila Cariri e Cia do Chopp. As apresentações começam às 18h30 na Praça de Eventos do MAG Shopping, na Praia de Manaíra. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do evento no posto de vendas montado ao lado da bilheteria dos cinemas no primeiro piso do MAG. Informações 9134-7610.

Rita Ribeiro – Ela estreou no cenário nacional em 1997, com o disco homônimo produzido pelo parceiro Zeca Baleiro e Mario Manga. Na seqüência, lançou ‘Pérolas aos povos’, que lhe rendeu uma indicação ao Grammy Awards, na categoria world music. ‘Comigo’, o terceiro disco, representou uma mudança em seu visual e uma ampliação de seu público em todo Brasil. Mas, sua popularidade, sempre crescente, aumentou mesmo com o inovador ‘Tecnomacumba’, resultado de uma intervenção cultural que ficou em cartaz por quatro anos.

Recentemente, Rita Ribeiro lançou, em parceria com Jussara Silveira e Teresa Cristina, os elogiados CD e DVD ‘Três meninas do Brasil’, que tem direção musical do maestro Jaime Alem e direção artística do jornalista e escritor Jean Wyllys. Em breve, ela vai colocar na praça seu quinto disco ‘(Sub)Urbano coração’.

Rita Ribeiro é uma das mais criativas e talentosas intérpretes da MPB contemporânea. Nesta quarta-feira ela fará um passeio musical pela sua diversificada e sólida carreira acompanhada apenas pelo violonista Israel Dantas. O show ‘Só você, violão…,’ procura resgatar o valor artístico do popular formato voz e violão.

A idéia é matar a saudade daqueles que já conhecem meu trabalho e há tempos não assistem a um show meu, mas, ao mesmo tempo, também mostrar um pouco de tudo que fiz e faço, afirma a artista. Segundo ela, para tanto, nada melhor que o formato voz e violão. Um show com essas características deve primar pela delicadeza, mas, ao mesmo tempo, despertar o interesse da platéia. Neste meu show, tenho essa preocupação, finaliza Rita Ribeiro.

Escurinho – Pernambucano, de Serra Talhada, o compositor, cantor e percussionista Escurinho, atua também no teatro como ator e na criação de trilhas. Sua formação musical vem da experiência com o pai que se apresentava cantando em festas e a convivência com as manifestações populares do interior do nordeste.

Em Catolé do Rocha, quando emigrou na década de 70, fundou com alguns amigos, entre eles o cantor paraibano Chico César, o grupo ‘Ferradura’, marcando os festivais e shows do sertão paraibano. No começo dos anos 80, na vinda para João Pessoa, participou do grupo Jaguaribe Carne junto com Paulo Ro e Pedro Osmar. No teatro foi premiado em 1992, pela criação e execução da trilha sonora do espetáculo Vau da Sarapalha, no XIII Festival Nacional de Teatro em São Paulo.

Tem dois discos gravados ‘Lambacé’ de 1998 e ‘Malocage’ lançado em 2003. Intérprete performático, Escurinho traz em sua música uma poesia urbana de caráter social, numa fusão de ritmos que vai do xote ao reggae; do experimentalismo ao rock; do forró ao baião; do caboclinho ao boi de reizado; dos ritmos afros e tribais, do maracatu ao coco de embolada.