Roda de diálogos discute meios para valorização da produção musical

Por - em 25

Músicos, gestores, produtores culturais, representantes de agremiações carnavalescas e educadores estiveram presentes na roda de diálogos ‘A Música Paraibana, Folia de Rua e Carnaval Tradição’, que aconteceu na noite da última terça-feira (19), na Unidade Cultura Casarão 34. A promoção foi da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), em parceria com a Ouvidoria Municipal. O segundo encontro, que é aberto ao público, acontece na próxima terça-feira (26), às 18h, no Casarão 34.

Na oportunidade, foram abordados temas como identidade cultural do Carnaval Tradição, a valorização da produção musical paraibana, a cumplicidade entre os blocos, a auto-estima dos artistas, investimentos necessários à capacitação e profissionalização dos agentes culturais, o planejamento dos eventos momescos, a estrutura necessária, como também a captação de recursos e parcerias junto à iniciativa privada.

A identidade musical foi um dos aspectos centrais da discussão, que abordou aspectos como a necessidade de os artistas tocarem a música paraibana nestes eventos, a cumplicidade das emissoras de rádio na divulgação da produção musical local, a ampliação de espaços para a veiculação e ainda, avaliações individuais de blocos que buscam harmonia com as origens fundadoras do projeto cultural ‘Folia de Rua’.

Participaram do encontro a ouvidora municipal, Rossana Honorato; o diretor-executivo da Funjope, Lau Siqueira; o diretor-adjunto, Milton Dornellas; Maísa Duarte, gestora do Projeto ‘Cenário Cultural da Paraíba’, desenvolvido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/PB) e Bob Zaccara, representando a Secretaria Municipal de Turismo (SETUR).

Também estiveram presentes o vereador Fuba, Lis Albuquerque, presidente da Associação Folia de Rua, Lu Maia, diretora do Casarão 34 e os além de representantes das Escolas de Samba Malandros do Morro e Império do Samba, Clubes de Orquestras, Tribos Indígenas e blocos de destaque do ‘Folia de Rua’, como ‘Muriçocas do Miramar’, ‘Cafuçu’, ‘Bloco da Melhor Idade’, ‘Viúvas da Torre’, ‘Anjo Azul’, Bloco da Cueca, ‘Bafolia’ e ‘Bafo de Bode’.

Entre as instituições convidadas para o debate, marcaram presença a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), ONG Meio do Mundo, Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos (SATED), Instituto de Pesquisa Ambienta (IPESA).

Mais informações sobre a roda de diálogos na Unidade Cultural Casarão 34, localizada na Rua Visconde de Pelotas, 34 (Praça Dom Adauto) ou pelos telefones 3218-9708 e 8863-0835, em horário comercial.