Romeiros da Penha terão trajeto todo recapeado e mais iluminado

Por - em 20

O percurso da tradicional Romaria da Penha, que acontece no último domingo do mês de novembro, será ainda mais tranqüilo este ano. A recuperação do asfalto e a implantação da iluminação pública ornamental das avenidas Pedro II (em execução), Sérgio Guerra (Bancários) e Hilton Souto Maior (Mangabeira), realizadas pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Infra-Estrutura (Seinfra), beneficiarão diretamente os romeiros.

Segundo o secretário de Infra-Estrutura, João Azevedo, este ano os reparos nas vias que compõem os 14 quilômetros do percurso da Procissão da Penha foram bastante reduzidos. “As ações efetivadas pela Prefeitura na cidade acabaram resultando no favorecimento dos romeiros, já que praticamente todo o pavimento do percurso da romaria foi recapeado e implantada a iluminação ornamental”, explicou.

De acordo com informações da Diretoria de Manutenção da Seinfra, os serviços executados foram desobstrução e reposição de tampas de galerias e boca-de-lobo, além da recuperação de buracos em alguns trechos pontuais. A Seinfra fará também o reforço da iluminação na Avenida Pedro II, nos trechos onde está sendo executada a obra de alargamento da via, próximo à sede do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis na Paraíba (Ibama-PB), além da colocação de pontos de luz na área onde ocorre a festa profana.

Além da Seinfra, também trabalham na manutenção da Festa da Penha – cada uma com suas atribuições – a Superintendência de Transporte e Trânsito (STTrans), Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur).

Tradição – A Romaria tem um percurso de 14 quilômetros. A imagem da santa é conduzida desde a Igreja de Lourdes, na Avenida João Machado, Centro, passando pela Avenida Pedro II, trevo universitário, principal do Bairro dos Bancários e contorno da entrada do bairro de Mangabeira. A partir daí, o cortejo segue pela Avenida Hilton Souto Maior, que dá acesso à Igreja de Nossa Senhora da Penha, na praia do mesmo nome.

A imagem da santa sai da Igreja de Lourdes porque ali era a matriz da paróquia da qual o Santuário da Penha fazia parte. Hoje, o Santuário pertence à Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, no Cabo Branco, faz parte do roteiro histórico e turístico do litoral paraibano e foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep), em 26 de agosto de 1980.