Sabadinho Bom se consolida como um dos principais projetos culturais de JP

Por - em 67

Os pessoenses e os turistas que estão em João Pessoa ganharam uma tarde de sábado especial neste fim de semana natalino. Quem foi a Praça Rio Branco, no Centro da Capital, prestigiar o projeto musical Sabadinho Bom, pôde conferir todo o talento do músico baiano Armandinho, que levantou a platéia e fez a festa durante cerca de duas horas de show. O prefeito Luciano Agra também esteve no local e falou sobre o talento do cantor e o projeto que vem se consagrando no calendário cultural de João Pessoa.

“A Funjope está de parabéns pelo andamento desse projeto que vem conquistando um público fiel e trazendo novos visitantes a Praça Rio Branco. Neste fim de semana de festas de Natal, Armadinho mostrou toda a sua musicalidade e talento, e a empatia que sua música tem com o público”, disse o prefeito.

Armandinho, que tem sua música ligada ao frevo e ao choro e foi o responsável por criar o primeiro bandolim de dez cordas, falou sobre a trajetória de carreira e desse contato sempre direto como o público nas ruas de Salvador. “Essa foi a minha escola, tocar na praça, na rua. Quero voltar aqui mais vezes”, disse ele, que arrancou aplausos da platéia ao tocar o Bolero de Ravel.

Projeto consolidado – O diretor executivo da Funjope, Milton Dornelas, destaca que o projeto Sabadinho Bom vem se solidificando no calendário de atrações culturais da Capital durante os meses de verão, já que o projeto é realizado entre setembro e fevereiro.  “Esta é a segunda edição do projeto, que este ano está trazendo também atrações nacionais e isso vem trazendo também um público maior e mais assíduo a Praça Rio Branco todos os sábados”, ressaltou.

O professor de dança de salão, Kauê Pinheiro, garantiu que é um dos freqüentadores fiéis. Junta os amigos e aproveita a ocasião para mostrar que dançar também é permitido em plena praça público.

“Gosto muito dessa iniciativa do Sabadinho Bom, porque é algo diferente que acontece em João Pessoa. A gente tem música popular, o pessoal curte muito e dá para dançar também”, disse ele.