Sábado é dia de levar cães e gatos aos postos de vacinação contra a raiva

Por - em 21

Neste sábado (22) acontece mais uma etapa da Campanha Nacional de Vacinação Anti-Rábica Animal. Todo os cães e gatos com mais de três meses precisam ser vacinados. Em João Pessoa, serão disponibilizados 145 postos de vacinação instalados nas Unidades de Saúde da Família, escolas públicas, praças, pet shops e associação de moradores no período das 8h às 17h. Dois veículos também vão circular nas áreas de Paratibe, Jacarapé, Porto do Capim (Varadouro), Comunidade do ‘S’ e Beira da Linha.

A meta é vacinar 95 mil cães e gatos na Capital. Ao todo 670 profissionais e voluntários estão envolvidos com a organização da campanha de vacinação. A organização da campanha é da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de João Pessoa, em parceria com o Ministério da Saúde,

A veterinária do CCZ, Raquel Nunes Pereira, destacou a importância imunizar o animal de estimação da raiva animal, que é a principal forma de contágio da raiva humana. Os cães representam mais de 80% dos casos de transmissão da raiva humana, ficando uma menor parte os animais silvestres como morcegos, raposas e macacos, explicou.

Ela destacou que as pessoas devem levar apenas cães e gatos para vacinar e não animais silvestres, mesmo que estes sejam transmissores da raiva humana. Segundo a veterinária, os principais sintomas da raiva animal se verificam quando o bicho não reconhece o seu dono, procura de locais escuros e apresenta salivação em excesso, convulsão, insuficiência respiratória e até a morte.

O que é a raiva – A raiva é uma doença que acomete mamíferos e que pode ser transmitida aos homens. É causada por um vírus mortal, tanto para os seres humanos quanto para os animais por meio de mordidas ou arranhões de animais como gatos, cães, sagüis, macacos, ratos, caprinos. Em alguns países desenvolvidos, a raiva humana está erradicada e a raiva em animais domésticos está controlada, mas ainda é efetuada vigilância epidemiológica em função dos animais silvestres. Mais informações no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de João Pessoa pelo telefone 3218 9357 e 3218 7780.