Sadia recebe currículos para seleção de 200 vagas de operador

Por - em 283

A indústria de alimentos Sadia está recebendo currículos para seleção de 200 operadores de produção nível 1. As vagas são todas para a unidade da Sadia no município de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, e a empresa se responsabiliza pelo deslocamento dos novos funcionários de João Pessoa ao novo local de trabalho (ônibus, refeição e banho). Os interessados devem procurar o Sine-JP (Sistema Nacional de Empregos de João Pessoa), localizado na rua Cardoso Vieira, 85, bairro do Varadouro.

Todo o processo de seleção e de contratação dos candidatos é feita pela própria Sadia, que firmou parceria com o Sine-JP apenas para captação dos currículos. Durante a fase de seleção, os futuros funcionários participam de palestras para informar-se sobre questões salariais, descontos, benefícios oferecidos pelas empresas e detalhes sobre a rotina de trabalho.

Os candidatos devem ter mais de 18 anos de idade e Ensino Fundamental Menor completo (até a antiga 4ª série). Não é exigida experiência anterior e a empresa se compromete a dar o treinamento necessário para o cargo. O salário bruto inicial é de R$ 583 e, após três meses, esse valor aumenta para R$ 615. A empresa lembra aos candidatos de que, sobre esse valor, é efetuado o desconto legal do INSS e dos benefícios opcionais (assistência médico e odontológica, vale transporte, vale refeição, moradia, entre outros).

Casos – Esta é a segunda vez que a Sadia vem a João Pessoa captar currículos para vagas na unidade de Lucas do Rio Verde. No ano passado foram oferecidas 1 mil oportunidades de trabalho. Quem participou da primeira seleção conta que a experiência foi uma oportunidade de crescimento profissional.

“Tenho minhas coisas e estou muito feliz, pois estou conseguindo ser independente, coisa que sempre quis”, afirma Edilson do Nascimento Monteiro, de 28 anos, contratado há 10 meses. Ele conta que teve medo de mudar de Estado, mas não se arrepende. “Tudo o que me passaram quando fiz a inscrição pra trabalhar aqui foi real”.

Para Edílson, o novo emprego foi a oportunidade para conhecer pessoas de vários Estados, aprender novas culturas e expandir conhecimento. “No meu antigo trabalho não me sentia bem, ficava estressado, esperando a hora de ir pra casa. Na Sadia, sinto como fosse minha segunda casa”, declara.

Também há dez meses na Sadia, o pessoense Gilberto Hipólito da Assunção, de 23 anos, começou na função de operador de Produção 1. Hoje, como operador 4, ele se diz satisfeito com o trabalho. “A oportunidade que o pessoal fala, realmente existe! Eu sou prova disso. Já evoluí muito e continuo buscando crescimento, sempre que vejo uma nova oportunidade participo dos processo seletivos”.

Moradia – A Sadia também oferece conjunto habitacional para os seus funcionários de outros Estados. No imóvel, pode morar apenas o trabalhador e a família (no caso de quem se mudou com filhos e esposa ou marido) ou pode ser dividido com outros funcionários. “O conjunto habitacional onde moramos é muito bom. Até não esperava que fosse tão bacana. A cada dia tem novas melhorias”, declara. “Se tivesse oportunidade, gostaria de ir a João Pessoa para falar aos interessados a minha história”.

Outro que está animado com a oportunidade é Carlos André de Lima Amorim, de 32 anos. Há nove meses na Sadia, ele começou na função de operador 1 e hoje é operador 2. “É uma experiência muito boa, com muitas tendência de crescimento na empresa. Há muitas opções para evoluirmos. A Sadia oferece tudo o que precisamos para trabalhar e viver. As coisas que foram prometidas estão sendo cumpridas”, conta.

Mesmo com saudade da terra, ele prefere agora dar prioridade ao futuro profissional. “Hoje não penso em voltar para a Paraíba, só se for pra trocar de unidade e ir, quem sabe, para Pernambuco. Gosto muito do meu trabalho aqui. Pretendo crescer ainda mais na empresa.”