Samba de Luiz Melodia marca primeira noite do Estação do Som na Capital

Em 0 48

A primeira noite do ‘Estação do Som’ foi coroada em grande estilo por um dos ícones do samba brasileiro, Luiz Melodia. Ele trouxe um show regado a músicas de grandes artistas e de própria autoria que encantou os fãs e o público presente. A cantora paraibana Rinah trouxe um pouco de regaae, jazz, bossa nova e baião, presentes em seu primeiro trabalho solo “À Solta” e abrilhantou a noite. O evento foi uma realização da Prefeitura Municipal de João Pessoa, (PMJP) por meio da Fundação Cultural (Funjope).

Segundo o secretário da Funjope, Milton Dornelas, depois de sete anos de existência este evento consolida-se nos roteiros dos grandes eventos do país. “A cada ano conseguimos atingir um público maior. O objetivo é trazer para a população música de qualidade e que atenda a vários gostos, incentivando a diversidade cultural”, contou.

Para o cantor, que faz aniversário neste sábado (7), é um prazer voltar a João Pessoa, depois de quatro anos e, principalmente, em uma ocasião festiva. “Está no Nordeste pra mim sempre foi bacana, em especial a Paraíba, um local onde me sinto bem e as pessoas gostam de mim, do meu trabalho. O Nordeste me quer bem e eu quero bem ao Nordeste”, revelou.

Luiz Melodia elogiou a iniciativa da PMJP de incentivar o trabalho de artistas locais e promover esse encontro com cantores e cantoras de outros Estados. “É um encontro bacana, positivo, de incentivo a cultura e ao trabalho dos cantores locais, facilitando a interação entre os artistas e proporcionando momentos de diversão para o público”, disse.

Fãs – Luiz Melodia disse que pretendia fazer um show que fosse lembrado durante o ano inteiro pelos fãs e conseguiu. Crianças, jovens e adultos dançaram e cantaram as músicas do cantor. No repertório da noite estavam sucessos como “Gente Humilde” (Chico Buarque, Vinícius de Moraes, Garoto e Nicanor), “Diz que fui por aí” (Zé Kéti e H. Rocha), “Tive Sim” (Cartola), “Estácio Holly Estácio”, do próprio Melodia, e “O Neguinho e a Senhorita” (Noel Rosa e Abelardo da Silva).

Inácio Chaves é paulista, mora em São Paulo, está em João Pessoa pela primeira vez e gostou de poder curtir o show de um de seus artistas preferidos. “Uma excelente iniciativa da PMJP. Adorei o show. Luiz Melodia fez e faz parte da minha experiência musical, marcou a minha vida”, falou.

O casal Severino Ramos e Alessandra Pereira elogiou a seleção de artistas do projeto Estação do Som. “Bons artistas nacionais e, principalmente, bons artistas paraibanos que mostram aqui trabalhos realmente de qualidade”, atestou. Célia Batista estava bastante animada. “Vim atrás de boa música, cultura e alegria e adorei”, pontuou.

Artista da terra – A cantora paraibana Rinah fez a sua estreia solo nos palcos, com o lançamento do trabalho “À Solta” e já começou com responsabilidade, abrir o show de um grande artista brasileiro. “Luiz Melodia é uma referência para mim e fico muito feliz e honrada de poder mostrar o meu trabalho em um evento como este”, refletiu.

O show foi pontuado por canções não muito conhecidas do público, evidenciando o trabalho de artistas paraibanos como a música ‘Dizem (quem não chora não mama)’, de Chico Limeira e Zé Manoel. “Do jazz ao samba, o objetivo foi mostrar canções de grandes compositores paraibanos, pouco conhecidos do público, mas que fazem um excelente trabalho”, afirmou.

Circuito do Sol Paraíba – O ‘Estação do Som’ faz parte do projeto ‘Circuito do Sol Paraíba’, que acontece durante todo o mês de janeiro com uma vasta programação cultural, que envolve ainda esporte e lazer, e conta com a presença de artistas locais e nacionais. Na próxima sexta-feira (13) é a vez do cantor Lenine e o paraibano Júnior Cordeiro subirem ao palco, no Ponto de Cem Réis. Já no sábado (14), o show acontece no Busto de Tamandaré e será comandado pelo sambista Jorge Aragão, com participação da banda Omelete.