Samu de JP implanta novos aparelhos na unidade do Conde

Por - em 32

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Metropolitano de João Pessoa implantará dois novos equipamentos na base descentralizada que fica na cidade do Conde, situada a 22,2 quilômetros da Capital. Trata-se do desfibrilador externo automático e o oxímetro de pulso. A implantação será às 13h desta sexta-feira (3), na Secretaria de Saúde do Conde, onde também haverá uma palestra sobre a utilização dos equipamentos.

Apesar dos dois equipamentos não serem obrigatórios para Unidades de Serviço Básico, o Samu João Pessoa decidiu implantar os aparelhos para otimizar o atendimento aos usuários.

O Samu metropolitano de João Pessoa, que é coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Capital, atende não só a João Pessoa, mas também as cidades do Conde, Santa Rita, Cabedelo e Bayeux, além das rodovias federais que cortam a Paraíba no limite com os Estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte e com o município de Campina Grande.

“Por trabalharmos em toda essa extensão, estamos otimizando o trabalho. Já instalamos esses equipamentos na base de Santa Rita e, na semana que vem, instalaremos em Cabedelo”, comentou o Coordenador de Enfermagem do Samu Metropolitano de João Pessoa, Walber Frasão Filho.

Walber esclareceu que na situação de uma parada cardíaca, o paciente tem 50% de chance de sobreviver se nos primeiros 10 minutos receber as massagens cardíacas e o choque do desfibrilador. “Como nossa Unidade de Atendimento Avançado demora em média 30 minutos para chegar ao Conde, agora a Unidade de Atendimento Básico que existe na cidade, poderá fazer os primeiros procedimentos e o paciente poderá esperar a chegada da equipe que saiu de João Pessoa”, disse.

Ele explicou ainda que essa melhoria no atendimento ajudará a reduzir o número de óbitos por parada cardíaca. “Em uma parada cardíaca é muito difícil que haja tempo para que o paciente chegue a um hospital, por isso a implantação deste equipamento é tão importante. Além do mais, esse tipo de desfibrilador não é usado apenas por médicos”, comentou. Em João Pessoa e Bayeux o serviço também será otimizado, estão sendo adquiridos 15 novos equipamentos para as viaturas do Samu que atendem a estas duas cidades.