São João da Capital: Emlur edifica capela com material reciclável

Por - em 33

Uma equipe de artesãos e artistas plásticos da Oficina de Artes da Emlur participou da montagem da estrutura que será utilizada para o São João na capital. O evento será realizado no Centro Histórico, a partir desta esta terça-feira (23) até domingo (28). Foram utilizados materiais reaproveitáveis como jornal velho, isopor e papelão para a confecção dos enfeites juninos como bandeirinha de papel, balões e milhos feitos com papelão.

Foi confeccionada uma réplica de uma capelinha, que vai ficar no Largo de São Pedro para visitação. Toda em estilo colonial, semelhante às encontradas em antigos engenhos do interior, a capelinha foi construída com madeira compensada e contém em seu interior várias peças feitas a partir de material reaproveitável como mesas, bancos de isopor, imagens de santos e vasos feitos com papelão, plástico e até com material utilizado em chapa de raio-x.

Segundo o diretor da Oficina de Artes da Emlur, Roberto Carvalho, além da questão cultural e religiosa, a capelinha atrai muitos visitantes por ser toda construída com material que iria para o lixo. “ É por meio da capelinha e dos demais enfeites juninos que a autarquia quer mostrar às pessoas o trabalho realizado com material que seria jogado no lixo poluindo o meio ambiente. A igreja vai chamar a atenção de todos, será um sucesso”, afirmou.

Para o superintendente da autarquia, Coriolano Coutinho, esse trabalho de decoração feito pelos artesãos e artistas plástico da Emlur para os eventos da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) demonstra a sintonia entre as secretárias. Para ele, a decoração da área onde acontecerá o festejo junino da cidade, além de retratar a cultura popular mostra ao público como o lixo pode ser transformado em belas peças de arte.

Ações de Limpeza – A Emlur também montou um esquema para manter o Centro Histórico limpo durante os festejos juninos, promovidos pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), que começam nesta terça-feira (23) e terminam no domingo (28). Uma equipe composta por 23 agentes de limpeza ficará de plantão para recolher o lixo antes e após o término dos shows.

O diretor do Departamento de Varrição e Coleta (Devac), Noé Estrela, informou que a autarquia de limpeza vai desenvolver diversas ações de limpeza nos bairros e no Centro Histórico, para manter a cidade limpa. Além da varrição e coleta de resíduos, contentores de lixo serão espalhados pela Praça Antenor Navarro e pelo Largo de São Pedro para atender a população que irá prestigiar o evento.

Agentes de limpeza também estão trabalhando no recolhimento das palhas de milho nos mercados da cidade. Esse material está sendo encaminhado para o Centro de Apreensão de Amimais, no Engenho Velho, e servirá de alimentação para os bichos.