Saúde combate mosquito da dengue em Mangabeira

Por - em 29

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa está preparando a Capital para se proteger de novos casos de dengue durante o carnaval. A ação começou por mercados públicos da cidade, nesta quarta-feira (4), com a finalidade de evitar a proliferação de mosquitos Aedes aegypti, hospedeiros da doença.

Durante a inspeção no Mercado Público de Mangabeira foram encontrados e exterminados focos e mosquitos. Nesta quinta-feira (5), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) vai até o mercado público do Bairro da Torre. Além do mercado, casas localizadas entre as avenidas Barão de Mamanguape e Beira Rio vão ser visitadas. Na ação, serão utilizadas também escadas para facilitar o acesso aos locais mais difíceis, como as caixas d’água.

A atenção a esses mercados e também ao Bairro de Oitizeiro é grande, pois nesses locais o Centro de Controle de Zoonoses detectou um índice de infestação considerável. A doença e os focos em João Pessoa já estão praticamente controlados. Em todo o município há apenas 0,8% de infestação predial. Apesar de pequenos os índices nessas localidades, eles são considerados mais altos que no restante da cidade. No Mercado Público da Torre ainda existe 1,7% de infestação, já nos equipamentos de Mangabeira e Oitizeiro os números são 1,7% e 2,6%.

Trabalho constante – Para esses locais serão levados verdadeiros laboratórios, onde os moradores e frequentadores poderão observar o ciclo do mosquito, sintomas da doença e ainda como cada pessoa pode se prevenir da contaminação. “A doença em João Pessoa está controlada, mas ainda precisamos da ajuda e fiscalização de todos. A luta prossegue e não podemos relaxar. Por isso, o trabalho é constante”, explicou a gerente de Vigilância Ambiental e Zoonoses, Djanira Lucena de Araújo.

A ação também deixa João Pessoa preparada para receber visitantes que possam chegar à cidade já com a doença incubada. A dengue é uma doença causada pelo vírus do gênero Flavírus que se hospeda no mosquito Aedes aegypti. “A eliminação do vetor é importante porque depois de ser picada pelo mosquito transmissor da dengue, a pessoa fica com a doença incubada por um período de 3 a 15 dias”, disse a gerente.

Prevenção – O ciclo de vida do mosquito é de apenas sete dias. A única maneira de impedir a reprodução do Aedes aegypti é vedar caixas d’água, cobrir tonéis, proteger recipientes da chuva ou emborcar garrafas, latas, pneus e outros objetos que possam acumular água.

Quem identificar um foco ou apresentar sintomas da dengue pode procurar a Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa ou telefonar para (83) 3214-3459 e 3214-5718, solicitando a visita de agente de saúde em casa.

Desde 2007, João Pessoa tem registrado uma queda satisfatória nos números da dengue, quando foi percebida a redução de 70% no número de casos. Já em 2008, os números regrediram ainda mais, chegando a 90% de diminuição. Em 2009, o trabalho continuará buscando reduzir ainda mais os índices.