Saúde controla e mantém redução de casos de dengue em 93% em JP

Por - em 22

Até o momento, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) continua conseguindo manter a redução no número de casos confirmados de Dengue em 93,9%, em relação ao mesmo período de 2008. Em 2009, não houve contaminação por febre hemorrágica de dengue, assim como não foram registrados óbitos decorrentes da doença.

De acordo com os números revelados pelo Boletim Informativo da Dengue, que analisou o período entre 1º de janeiro e 15 de abril de 2009, dos 67 casos notificados como suspeitos de dengue apenas 25 foram confirmados, número 93,9% menor que os 405 notificados no mesmo período do ano passado.

Segundo a diretora de Vigilância à Saúde, Julia Vaz, essa diminuição é decorrente de um efetivo controle vetorial. “A cooperação da população no combate ao vetor, aliada à implantação por parte do setor saúde de estratégias eficazes, faz com que tenhamos esses números favoráveis”, comentou.

No entanto, Julia Vaz salientou que a dengue tem que ser combatida todos os dias. “Não podemos oferecer trégua ao Aedes aegypti. Em sete dias o ovo se torna mosquito e aí fica mais difícil o controle. Quando conseguimos eliminar o ovo e a larva, o combate é bem mais eficaz”, comentou.

Mangabeira foi o bairro que registrou maior número de casos, com cinco pessoas, seguido do Castelo Branco com três e Ernani Sátyro e Oitizeiro com dois casos cada. Alto do Matheus, Bairro das Indústrias, Costa e Silva, Funcionários, Ernesto Geisel, Gramamne, Bancários, José Américo, Jardim 13 de maio, Mandacaru, Tambaú e Bessa, registraram um caso cada.