Saúde distribui preservativos no Dia Mundial de Combate à Aids, segunda-feira

Por - em 23

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoverá uma série de atividades referentes ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, nesta segunda-feira (1), na Capital. A programação será aberta, às 8h30, no Terminal de Integração, com a distribuição de preservativos, material educativo e apresentação da Peça Boi de Feira, da ONG Amazona, que usa o teatro popular, poesia, dança e humor para tratar a questão da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis.

Uma ação paralela com distribuição de preservativos e material educativo também será realizada no mesmo dia no Alto do Mateus. A ação é uma parceria da SMS, através da seção de DST/Aids, com as ONG´S Amazona, Centro da Mulher 8 de Março, Apros (Associação das Profissionais do Sexo), Cordel Vida, Renasce Companheira, Missão Nova Esperança, MEL e Camp (Centro de Atendimento Médico e Psicológico).

No mês de dezembro, a Prefeitura intensificará, nos meios de comunicação, a campanha “Aids gosta de variar e você não vai deixar”, que desde 2007 faz parte do programa de educação permanente da Secretaria Municipal de Saúde. O coordenador da Seção de DST/Aids, Roberto Maia de Souza, disse que este ano a programação referente ao Dia Municipal de Combate a Aids foi iniciada com o seminário que envolveu profissionais de saúde na discussão do tratamento de HIV/Aids no município.

Roberto Maia destacou a importância das campanhas como forma de combater o preconceito e de estimularem as pessoas, inclusive os idosos, a usarem preservativo na relação sexual. “Também é importante a quebra de preconceitos e abertura do diálogo sobre sexualidade dentro da família. Não adianta somente as campanhas educativas se não houver diálogo com a sociedade”, completa.

Ele alertou para o aumento da incidência da doença entre os idosos, já que 8% dos casos em João Pessoa são entre pessoas com mais de 50 anos. Segundo Roberto, há uma resistência muito grande entre as pessoas mais velhas em usar o preservativo, o que aumenta o risco de contaminação nessa faixa etária.

Números – Segundo dados da Seção de DST/Aids do município de 1985 a 2007 foram notificados em João Pessoa 1037 casos de Aids. O pico da doença ocorreu em 2004 quando foram registrados 145 casos, em 2005 foram 36, em 2006, 121 e, no ano, passado 86 casos.