Saúde revela: médicos tiveram 36,8% de aumento acumulado

Por - em 31

A secretária de Saúde de João Pessoa, Roseana Meira, afirmou nesta terça-feira (14) que o acumulado do aumento recebido pelos profissionais médicos do Programa Saúde da Família (PSF) foi de 36,8%, entre 2005 e 2007, quando a inflação nesse mesmo período chegou a apenas 10%. “Entre 2002 e 2004, os profissionais tiveram um reajuste de 20% nos salários, quando a inflação na época era de 37,1%. Dessa forma, a gestão está fazendo a recomposição salarial e acredita no bom-senso dos profissionais no que diz respeito à realização da greve,” disse a secretária de Saúde.

De acordo com a proposta feita pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os médicos do Saúde da Família terão um aumento de 5%, o que representa a elevação do salário bruto dos profissionais efetivos de R$ 3.714,94 para R$ 3.895,24, e do prestador de serviço de R$ 3.606,00 para R$ 4.103,00. O aumento maior na remuneração do prestador se deve ao fato de que sobre o salário dessa categoria incide um maior percentual de descontos.

Ela explica que na atual gestão já foram inauguradas cinco Unidades de Saúde da Família (USF) padronizadas, nos bairros do Alto do Mateus, Cidade Verde, Jardim 13 de Maio, Mangabeira IV e Cristo Redentor, cada uma com um investimento médio de R$ 500 mil.

“As novas unidades oferecem melhores condições de funcionamento tanto para a equipe de profissionais, quanto para a população. Este é um projeto que pretendemos implementar em todas as USF. Parte dos profissionais estão sensíveis às melhorias promovidas pela gestão e acreditamos na superação desse impasse”, avalia Roseana Meira.

Unidades funcionando – A gestora da Saúde na Capital informou também que todas as USF continuarão abertas na próxima semana e que a população deve se dirigir às unidades para a realização do atendimento pela equipe. De acordo com Roseana Meira, a SMS apresentará plano de atendimento à população caso o indicativo de greve seja mantido.