Os beneficiários da Inclusão Digital

A formação ofertada pelo Programa CI possui como público-alvo preferencial jovens de baixa renda em situação de vulnerabilidade social. Também podem ser atendidos outros públicos considerados prioritários pela política de inclusão digital, de acordo com critérios estabelecidos conjuntamente com a Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações e a disponibilidade de recursos pactuados.

Quanto ao destino dos equipamentos recondicionados nas oficinas dos CRCs, devem ser beneficiados espaços apoiados pela política pública de inclusão digital, autorizados pela Secretaria de Inclusão Digital, e também projetos selecionados por cada CRC em sua região mediante processos públicos e transparentes, publicizados por meio de portal na internet. Sugere-se como destino preferencial dos equipamentos recuperados:

  • Laboratórios de informática em escolas da rede pública;
  • Acesso para usuários de bibliotecas públicas;
  • Telecentros comunitários; e
  • Outros projetos de inclusão digital com impacto estratégico.

Os CRCs poderão inclusive promover oficinas de recuperação de equipamentos nos próprios locais de destino, visando à apropriação das tecnologias pelas pessoas que serão responsáveis pela gestão e uso dos espaços. Desta forma, os CRCs poderão disseminar o conhecimento técnico e promover o sentido de pertencimento e autonomia desses beneficiários em relação aos equipamentos, compartilhando a experiência formativa e criando redes de apoio entre pessoas e instituições.

Fonte: Ministério das Comunicações / Governo Federal

Publicado em Institucional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Inscrições On-line

Clique para fazer a sua inscrição!

Clique para fazer a sua inscrição!

Arquivos