Adolescente agredida no bairro dos Novais é acolhida

Por - em 21

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretária de Políticas Públicas para as Mulheres (SPPM), realizou uma intervenção no caso da adolescente de 17 anos agredida no bairro dos Novais. O crime se tornou público após exibição de um vídeo, gravado por celular, em um programa televisivo do Sistema Correio de Comunicação. Logo depois o fato, a mãe da adolescente pediu ajuda ao poder público para proteger a filha.

Ainda na manhã desta quarta-feira (15), a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Nézia Gomes, e a coordenação do Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra fizeram contato com a emissora e conseguiram chegar até a adolescente.

“Sensibilizado com o caso, o Prefeito Luciano Agra solicitou que fizéssemos à busca ativa para apoiar, no que for preciso, esta adolescente, inserindo-a no serviço disponibilizado pelo governo municipal”, ressaltou Nézia.

A jovem foi acolhida por uma equipe multiprofissional, composta por advogada, psicóloga e assistente social. Inicialmente, foi feita a escuta qualificada e serão dados os encaminhamentos necessários para inserção da adolescente na Rede de Atendimento às Mulheres vítimas de Violência.

Segundo Nézia Gomes, outros serviços da Prefeitura serão colocados à disposição para agilizar os encaminhamentos na esfera do poder público municipal. “A adolescente já está sendo acompanhada pelo serviço e nosso intuito é garantir, dentro das nossas responsabilidades, a integridade física e psicológica da vitima e de sua família”, afirmou a secretária.

Apoio – De acordo com a Secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, desde 2007, a Prefeitura assumiu o compromisso, através da implantação do Centro de Referência da Mulher, de enfrentar a violência de gênero em João Pessoa.

O Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra funciona de segunda à sexta-feira, das 07 às 19 horas. O prédio fica localizado a Rua Afonso Campos, n° 191 – Centro. O serviço disponibiliza atendimento jurídico, psicosocial e de arte educação, além de atender também pelo telefone 0800 283 38 83.