Secretaria das Mulheres realiza evento e reúne mais de 400 mulheres no Parque da Lagoa

Por Rômulo Teodorico - em 294

Uma manhã voltada para o fortalecimento das mulheres e os cuidados com a saúde. Foi assim a I Mostra de Práticas Integrativas e Complementares realizada pela Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O evento aconteceu no Parque da Lagoa Solon de Lucena, neste sábado (10), e reuniu mais de 400 mulheres. A atividade abriu a programação dos 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

Maria Auxiliadora, que é professora aposentada, estava passando pelo local e recebeu o convite para participar das atividades. “Eu me aproximei e já verifiquei minha pressão. Agora estou fazendo auriculoterapia pela primeira vez e fiquei encantada com os resultados que essa prática faz. Pretendo continuar fazendo e vou indicar para as minhas amigas e familiares, pois pelo que vejo aqui, os resultados não são falhos”, revelou a aposentada.

Já Francielly da Silva, de 24 anos, disse já ter conhecimento sobre essas atividades alternativas, mas que nunca teve a oportunidade de participar. “Às vezes, a correria nos faz não ter tempo para viver algumas situações, mas graças a Deus eu consegui esse tempo e estou tendo a oportunidade, graças a esse evento, de poder participar e receber uma massagem e fazer a auriculoterapia”, contou a jovem.

A secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Adriana Urquiza, lembrou que todos as atividades realizadas pela I Mostra de Práticas Integrativas e Complementares são oferecidas pela PMJP. “Esse é um resultado do trabalho da Prefeitura, que é uma âncora para essas mulheres e é por isso que estamos vendo resultados positivos em nossa cidade, onde a mulher é incluída e assistida”, disse Adriana Urquiza.

A atividade contou com mais de 40 profissionais dos Distritos Sanitários I, II, III, IV e V para realizar as atividades de auriculoterapia, terapia floral, argiloterapia, reiki, yoga, tai chi chuan e zumba, que são práticas integrativas, além de apresentações culturais e com fantoches. O evento é uma parceria das Secretarias Municipais de Saúde (SMS), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Meio Ambiente (Semam), Comunicação (Secom) e do Instituto de Previdência Municipal (IPM).

Sandra Monteiro, coordenadora de Saúde da SEPPM destacou a importância do evento para o fortalecimento da mulher no estado. “Essas práticas integrativas e complementares têm o objetivo de prevenir agravos nas mulheres e vem também para recuperar a saúde. Aqui a gente informou os cuidados que devem ser tomados, visando contribuir com a qualidade de vida e segurança”, pontou Sandra Monteiro.

A ação de prevenção também informou sobre os serviços de proteção à mulher, mostrando como ela deve procurar ajuda quando sentir os primeiros sinais de violência, seja psicológica, sexual, patrimonial, moral ou física. Esse serviço é oferecido pelo Centro de Referência da Mulher Edinalva Bezerra e a Ronda Maria da Penha.

Campanha – Os 16 dias de Ativismo é uma mobilização anual, praticada simultaneamente por diversos atores da sociedade civil e poder público engajados nesse enfrentamento. Desde sua primeira edição, em 1991, já conquistou a adesão de cerca de 160 países.

Mundialmente, a Campanha se inicia em 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

SEPPM – A Secretaria Municipal de Políticas Públicas Para as Mulheres, além de oferecer serviços e desenvolver programas de atendimentos às mulheres, atua na articulação com outros órgãos da administração municipal, oferecendo uma assistência integral à mulher, construindo estratégias que possam atender às necessidades biopsicossociais para uma melhor qualidade de vida, vivendo o cotidiano de forma equilibrada e feliz, por meio da adoção de hábitos de vida saudáveis.