Secretaria de Habitação realiza plantão social no Residencial Saturnino de Brito

Por Jonas Batista - em 304

Com a entrega do Residencial Saturnino de Brito pelo Prefeito Luciano Cartaxo, nesta segunda-feira (10), a Secretaria Municipal de Habitação (Semhab) vai montar um plantão social para prestar assistência às famílias que vão chegando e se adaptando a uma nova vida. Os moradores do residencial recebem orientações sobre os procedimentos que devem adotar para convivência nos blocos de apartamentos e nas áreas de uso coletivo, como os estacionamentos e outras áreas de uso comum.

A Secretária de Habitação, Socorro Gadelha, disse que o plantão social da Semhab vai permanecer no residencial por um período de dois meses, orientando as pessoas. “Nós entendemos que muitas famílias moravam em casas e por isso estavam acostumadas a um ambiente mais amplo e aberto. Nos apartamentos o espaço é diferente de uma residência, as pessoas precisam se acostumar e nossa equipe vai ajudar nessa adaptação”.

Ela explicou que a paisagem mudou completamente na região do Varadouro, junto do Renascer e próximo ao Distrito Mecânico, onde o residencial foi construído, pois são 25 blocos com 16 apartamentos, além de uma área muita extensa de uso coletivo. Tem também cerca de 500 metros de muro de contenção em volta do condomínio, onde em breve vai ser feita uma obra de paisagismo, conciliando a ocupação física do muro e o meio ambiente.

“O empreendimento é muito grande e nossa equipe vai acompanhar os moradores nesse período de adaptação. Nós vamos oferecer aos moradores do Residencial Saturnino de Brito o mesmo tratamento que hoje dispensamos aos moradores dos demais residenciais construídos dentro do programa habitacional da Prefeitura: Nice Oliveira, Colinas de Gramame e Vista Alegre”, comentou Socorro Gadelha.

Recuperação ambiental

Com a entrega do Residencial Saturnino de Brito e a chegada das famílias, a Secretaria de Habitação vai iniciar o processo de recuperação ambiental nas áreas que foram desocupadas. O Secretário-adjunto da Habitação, André Coelho, explicou que o trabalho de recuperação ambiental vai ser acompanhado pela Defesa Civil e Secretaria de Meio Ambiente, além de outros departamentos da Prefeitura, uma vez que o projeto prevê a demolição das residências desocupadas e recomposição do meio ambiente, como plantio de árvores, nivelamento de solo e remoção de entulhos.

São 83 imóveis na Rua Saturnino de Brito e mais 30 unidades da área do Conjunto Renascer, um trabalho que vai ser feito obedecendo um calendário preestabelecido, discutido e aprovado pelos moradores. “Nós dividimos a extensão da Rua Saturnino Brito e do Renascer por área e as áreas em grupos. As demolições vão ser feitas na medida em que as casas forem sendo desocupadas”, explicou André Coelho.