Cinturão Verde

O Cinturão Verde foi a primeira linha de crédito especial criada pelo Programa de Apoio aos Pequenos Negócios de João Pessoa (Empreender-JP), vinculado à Secretaria do Trabalho.

Ele é voltado a pequenos produtores e tem como filosofia apoiar apenas atividades ecologicamente sustentáveis, que não usem agrotóxico ou
defensivos agrícolas. Depois de inscritos, os produtores recebem orientações sobre o cultivo de orgânicos e, após a capacitação, já estão aptos a receberem financiamentos.

Início

Até meados de 2005 a gestão pública municipal de João Pessoa não tinha qualquer experiência em atender demandas por políticas públicas para agricultores familiares. O projeto Cinturão Verde foi inicialmente concebido e implementado como proposta de difusão e fomento tecnológicos para a transição agroecológica dos agricultores familiares que residem e trabalham nas comunidades rurais do município.

A Secretaria do Trabalho deflagrou o processo de implantação do projeto em 17 de outubro de 2005, com uma solenidade realizada na Associação de Engenho Velho com a participação de mais de 100 pessoas.

Feiras orgânicas

Com o apoio do Cinturão Verde, foi montada a Prohort – Associação de Produtores Agroecológicos de João Pessoa, que conta com aproximadamente 50 associados e, hoje, realiza seis feiras agroecológicas na Capital, sendo quatro delas com o “ônibus-feira”, um veículo adaptado para dar mais mobilidade aos comerciantes.

Veja onde estão as feiras realizadas com apoio do projeto:

Itinerantes

Terças-feiras: Estacionamento do Shopping Sebrae, no Bairro dos Estados, das 5h às 9h
Quartas-feiras: Praça Alcides Carneiro em Manaíra (próxima ao antigo Bar do Zé), das 5h às 9h
Quintas-feiras: Busto de Tamandaré, no Cabo Branco, das 5h às 9h Quintas-feiras: Comunidade Cidade Viva, no Bessa, das 16h às 18h
Sextas-feiras: Intermares, das 5h às 9h

Fixas

Sextas-feiras: Praça da Paz, nos Bancários, das 5h às 9h
Sábados e domingos: Mercado Público do Valentina, das 6h às 11h