Sedec lança campanhas de valorização da educação durante ‘VII Comed’

Por - em 41

Durante a realização do ‘VII Colóquio em Educação’(Comed), nesta sexta-feira (8), a Secretaria de Educação (Sedec) de João Pessoa lançou duas campanhas para alunos e professores da rede de ensino. Uma delas é a campanha “Ideb – essa meta é nossa” e a outra é para alunos que desejem ingressar no próximo processo seletivo do Instituto Federal da Paraíba (IFPB).

O encontro, que aconteceu no ginásio poliesportivo do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), no bairro de Água Fria e contou com a presença do prefeito Luciano Agra. “É um momento muito oportuno para se debater a disciplina nas escolas. É com reuniões como está que estamos superando as dificuldades e cumprindo as metas”, disse o prefeito.

O encontro teve como objetivo traçar metas para o segundo semestre letivo deste ano e debater temas como disciplina a importância de planejar ações educacionais. O tema do VII Colóquio deste ano foi ‘Planejamento e Disciplina: o saber e a ética no processo educativo’. O planejamento foi o foco das próximas ações da educação com o propósito de melhorar o sistema de ensino municipal.

Campanhas – Diante de quase cinco mil servidores ligados à educação, a secretária Ariane Sá aproveitou a oportunidade para lançar duas campanhas para alunos e professores.

“É de extrema importância que todo mundo ligado à escola esteja aqui. Vemos como educadores todos os funcionários que trabalham na escola por isso a importância de nos reunirmos com toda a comunidade para tratar da temática do planejamento”, afirmou Ariane Sá.

A partir de segunda-feira (11), serão distribuídos cartazes da campanha “Ideb – essa meta é nossa”. A meta da campanha é estimular alunos do 5º e 9º ano a fazerem à prova e melhorar o desempenho das escolas na prova realizada a cada dois anos. A prova ocorrerá no final deste ano.

A outra campanha é para alunos da rede municipal que desejem ingressar no próximo processo seletivo do Instituto Federal da Paraíba (IFPB). A Sedec irá oferecer aulas, a partir de agosto sempre aos sábados, direcionada ao ingresso no IFPB. As inscrições estarão abertas entre os dias 18 e 22 de julho e as aulas começarão em agosto.

Bullying – Dentro da temática do encontro, a questão do bullying também foi debatida. Coube à promotora da Infância e Juventude, Soraya Escorel, falar sobre o assunto. “Ninguém sabe como agir e é preciso estar atento aos primeiros sinais”, sentencia à promotora.

Tema recorrente na vida escolar dos alunos, o prefeito Luciano Agra endossou o discurso da importância de se debater a violência e disciplina nas escolas. “É muito oportuna essa discussão sobre o comportamento dos alunos. Temos que erradicar essa prática já que temos ouvidos estórias estarrecedoras sobre o assunto”, afirmou o prefeito.

Comed – Realizado nos meses de julho, o colóquio reuniu servidores de todas as áreas da rede municipal de ensino. Além das autoridades municipais, coube à professora Gloria Escarião, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), falar aos professores presentes sobre a importância de se planejar. Foi debatido no colóquio, a interação entre a ética, saber e disciplina.

“A disciplina não é só a conduta do aluno, mas também queremos chamar a atenção para a disciplina no cumprimento de todas as metas traçadas e do compromisso com a educação”, revelou Célia Peregrino, diretora de Gestão Curricular da Sedec.

Vozes da infância – A abertura do ‘VII Colóquio em Educação’ coube ao coral Vozes da Infância’, que funciona como atividade complementar da Escola Municipal de Artes/Casa das Artes PMJP.

Sob a coordenação de Luiz Carlos Vasconcelos e regência do mestro Elio Medeiros, as crianças do coral apresentaram cinco músicas aos profissionais da educação: “Agnes Day”, do repertório sacro, e quatro músicas de autoria de Jackson do Pandeiro (Chiclete com banana, Sebastiana, Na base da chinela, e Cantiga do sapo) fizeram parte da apresentação.

“Ficamos muitos felizes pelo convite para participar do colóquio e foi uma belíssima apresentação, que empolgou a todos”, disse Luiz Carlos.