Sedes lança programa Mais, com primeiro albergue noturno Fernanda Benvenutty para população de rua

Por - em 471

Depois de novos resultados em 2019, como o Centro da Pessoa com Microcefalia e as casas de passagem para o idoso, a família e para a criança, a Secretaria de Desenvolvimento Social de João Pessoa  (Sedes), divulgou, nesta quarta-feira (05), um conjunto de investimentos na área. Com o programa Mais (Mobilização, Assistência e Integração Social), anunciado pelo secretário Diego Tavares, será implantado o primeiro Albergue Noturno da capital paraibana, que homenageia a ativista Fernanda Benvenutty, num investimento na ordem de R$ 200 mil.

Também foram anunciados, como parte do programa Mais, o Centro de Assistência e Integração Social (Cais), que irá funcionar no Centro da cidade e integrará 13 serviços realizados pela Sedes em um único prédio, realizando o geoprocessamento e dando maior eficiência ao atendimento à população.

O programa prevê, ainda,  o edital Vida Melhor, que investirá mais de R$1.750 milhões em ações de entidades parceiras que trabalham com crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência.

Durante a solenidade, Diego Tavares reforçou que a Prefeitura de João Pessoa irá investir R$1 milhão no Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (FMDCA), ampliando o alcance de políticas públicas para o segmento.

“Anunciamos hoje mais de R$3 milhões em investimentos que serão realizados no âmbito da assistência social em João Pessoa. Poder anunciar o primeiro albergue noturno da cidade é um marco para a política de assistência à população de rua. Também entendemos as entidades como parceiras do nosso trabalho, por isso teremos um importante investimento neste setor. Já o Cais chega para termos a centralização dos serviços, além de um mapeamento ainda mais eficaz das pessoas em situação de vulnerabilidade”, frisou Diego Tavares.