Seinfra conclui parte das obras do Mercado Central de JP

Por - em 19

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) concluiu nesta semana as obras da segunda etapa do Galpão de Cereais (Galpão 5) do Mercado Central, no centro da cidade. São mais 30 boxes construídos. As demais obras do Mercado seguem em ritmo acelerado e deverão ser concluídas em 90 dias. A custo total da revitalização do mercado, iniciada em 2006, é de aproximadamente R$ 4,5 milhões.

A construção do Galpão 5 foi realizada em duas etapas. Toda a estrutura do prédio foi refeita, incluindo a cobertura, redes elétrica e hidráulica, de incêndio, o sistema de ventilação e piso, além da construção de uma escadaria e rampa. Os comerciantes estão ocupando a primeira parte do prédio que foi recuperada. A ocupação da segunda área será definida pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb). No total serão 61 boxes destinados ao comércio de cereais.

Cerca de 300 comerciantes foram beneficiados e comercializam frutas, verduras e raízes em dois pavilhões com toda infra-estrutura e higiene necessárias. Os consumidores que freqüentam o local constatam que as modificações realizadas são refletidas na disposição dos produtos comercializadas, na limpeza e organização dos boxes.

As obras em execução contemplam uma Praça de Alimentação e reforma dos galpões 1, correspondente ao prédio da administração e a calçada, localizados na Avenida Pedro II. Na Praça de Alimentação os serviços estão concentrados na construção dos 42 boxes. A próxima etapa será a construção de passarelas de acesso, instalação da cobertura metálica e à jardinagem.

No prédio da administração, correspondente ao Galpão 1, as obras foram concluídas e os serviços estão concentrados na recuperação da calçada. O secretário da Seinfra, João Azevedo, explica que assim que a reforma da Praça da Alimentação for concluída os comerciantes, que hoje ocupam as calçadas da Pedro II, serão transferidos para o local. São 38 boxes destinados a alimentação e mais quatro ao comércio de cerâmica. Com a relocação dos comerciantes, a calçada ficará livre para o trânsito de pedestres. A calçada terá dois níveis e rampas de acesso. A obra contempla ainda espaços para carga e descarga e estacionamento.