Seis e Meia tem ‘Bastianas’ e causos de Jessier Quirino

Por - em 34

A programação deste mês de abril do Projeto Seis e Meia começa com duas grandes atrações da Paraíba que já ocupam bons espaços no cenário cultural em todo o Brasil. Abre o evento a banda ‘As Bastianas’, que tem um sólido trabalho musical na linha regional nordestina. A atração principal é o poeta e contador de causos Jessier Quirino, que brindará o público com sua regionalidade, lirismo e muito humor.

O Projeto Seis e Meia é promovido sempre nas três primeiras quartas-feiras do mês pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) em parceria com a Accorde Produções. O evento recebe o apoio cultural da Faculdade Maurício de Nassau, do Ambassador Flat e dos restaurantes Cia. do Chopp, Dona Branca e Vila Cariri, e acontece sempre às 18h30 na Praça de Eventos do MAG Shopping, no bairro de Manaíra. Os ingressos custam R$ 16,00 (inteira) e R$ 8, 00 (estudante) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show no loja da OI, localizada no térreo do shopping center.

Poesia nordestina – Dono de um estilo próprio – reconhecido ‘domador de palavras’ –, de uma verve apurada e extremo preciosismo no manejo da métrica e da rima, o poeta Jessier Quirino sabe como ninguém prender a atenção do público e, num desempenho de uma hora e meia de duração, explora os temas mais variados.

Declamando alguns poemas clássicos autorais como ‘Vou-me embora pro passado’, o poeta irá explorar temas novos, causos e tiradas engraçadas, tudo dentro da mais pura oralidade campeira. Com uma produção enxuta e renovada com músicos de primeira grandeza, Jessier faz agora um dos mais belos recitais do gênero.

No Projeto Seis e Meia, o contador de causos apresentará o espetáculo ‘Ajuntando a matutada’, que é uma conversa de alpendre e de cozinha ou prosa de fim de feira. Nesse palavreado, Jessier trafega em territórios brejeiro, caririzeiro e sertanejo sempre acompanhado pelos músicos André Correia (violino), Vitor Quirino (violões), Letinho (violão), Matheus Quirino e China (percussão).

Puro Forró – O resgate e a valorização da autêntica música nordestina é o lema do grupo ‘As Bastianas’, que nasceu em João Pessoa em 1999 nas salas de aula do curso de Música da Universidade Federal da Paraíba. Gêneros como forró, coco, ciranda, maracatu e xote são executados pela banda formada por quatro mulheres: Angélica Lacerda (sanfona e voz), Priscila Fernandes (zabumba), Regina Limeira (violão) e Zilanda Ramos (percussão).

Com dois discos gravados – ‘Chama pra danças’ e ‘Colcha de retalhos’ – e a participação em várias coletâneas, ‘As Bastianas’ vem se firmando no cenário nacional e ganhando força pelas letras e arranjos arrojados, que fazem aflorar o lúdico, a beleza e força da música do Nordeste.

No Seis e Meia desta semana o grupo fará uma retrospectiva dos quase dez anos de carreira e um passeio pelo que de melhor há no cancioneiro nordestino.