Semam e Ibama realizam reunião para tratar situação do Rio Gramame

Por Rômulo Teodorico - em 1021

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), se reuniu, na tarde desta quinta-feira (22), com representantes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para discutir a situação do Rio Gramame. A reunião aconteceu na sede da Superintendência do Ibama.

O objetivo do encontro foi debater o vazamento de soda cáustica nas águas do rio – fato que ocorreu no dia 9 de fevereiro, buscando uma solução para o problema e como será realizado o acompanhamento e a fiscalização. A Semam tem contribuído junto ao Ibama no fornecimento de dados, estudos técnicos e na fiscalização.

“O que ocorreu trouxe prejuízos irreparáveis para o município de João Pessoa. Por isso a importância dessa reunião, para que pudéssemos conectar esses entendimentos e chegarmos a uma conclusão do caso”, afirmou o secretário da Semam, Aberlado Jurema, destacando ainda a importância do rio para os moradores da região e da população em geral.

De acordo com o superintendente do Ibama, Bartolomeo Amaral, foi analisado a extensão do acidente e realizado uma vistoria geral no local. Os procedimentos estão sendo feitos e os relatórios finalizados. “As solicitações foram feitas pelos nossos técnicos para que a Cagepa tomasse a iniciativa na qual não se repetisse o dano. A previsão de quanto o rio vai voltar a sua normalidade não pode ser feita no momento”, disse.

Vazamento – O acidente foi motivado pela vazão de soda cáustica da estação de tratamento da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), localizada no Conde. A Defesa Civil deixou o alerta para a população, que até um aviso da normalização do rio os moradores devem evitar o uso da água para banho e consumo.