Semhab reúne moradores da Comunidade do S e se prepara para executar segunda etapa do projeto

Por Jonas Batista - em 195

A primeira etapa das obras do Projeto de reurbanização da Comunidade do S, na região do Baixo Roger, em João Pessoa, se aproxima da conclusão e, em razão disso, a Secretaria Municipal de Habitação e a Secretaria de Desenvolvimento Social iniciaram uma série de reuniões com os moradores, que vão ser transferidos para outro local para a execução da segunda etapa do projeto.

As reuniões vão acontecer durante esta semana no período da noite, na comunidade, ocasião em que os moradores do S vão receber informações sobre o projeto. A secretária municipal de Habitação, Socorro Gadelha, garantiu que as famílias afetadas vão ser amparadas pela Prefeitura com o auxílio aluguel, durante o período em que ficarem fora de suas casas.

Ela explicou que o projeto abrange uma área extensa com cerca de 41 mil metros quadrados e a área construída vai ser de 21 mil metros quadrados. O financiamento é do Plano Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, em parceria com a Prefeitura de João Pessoa, e prevê a construção de 25 blocos, com um total de 400 apartamentos, além de áreas comerciais, uma caiçara para os pescadores, área de convivência com playgrounds e estacionamentos. O investimento é da ordem de sete milhões de reais, somente na etapa de infraestrutura.

A reunião teve a participação do secretário-adjunto da Habitação, André Coelho, do secretário de Desenvolvimento Social, Diego Tavares, e da equipe técnica da Secretaria de Habitação. Os moradores do S receberam informações sobre o projeto, a estrutura das moradias e orientações sobre como vai ser o procedimento para receber o auxílio moradia, já que eles vão ser relocados para a execução da segunda etapa do projeto e a construção dos apartamentos.

“Os encontros vão servir para o esclarecimento de dúvidas dos moradores e para que as pessoas vejam que a Prefeitura vai transformar a região que eles moram, construindo um residencial moderno com todo o conforto para uma melhor qualidade de vida para as pessoas daquela comunidade”, comentou a secretária Socorro Gadelha.