Seminário promovido pela PMJP marca Dia da Consciência Negra

Por - em 30

Um seminário para discutir o racismo e ações de enfrentamento ao problema marcou nesta sexta-feira (20) o Dia Nacional da Consciência Negra na Capital. Com o tema “Consciência Negra – Racismo e Ações Afirmativas”, o evento, promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), foi realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) e teve a participação do vice-prefeito, Luciano Agra.

“Apesar dos avanços dos últimos anos, o Brasil ainda é carente de grandes debates que envolvam questões como as desigualdades sociais e o preconceito étnico-racial. E nesse ponto, novas discussões e a própria educação têm papel fundamental para buscarmos desconstruir qualquer forma de preconceito”, enfatizou o vice-prefeito.

Luciano Agra ainda destacou a atuação da Prefeitura Municipal de João Pessoa nas atividades que vem desenvolvendo em parceria com ONGs e movimentos sociais em prol de debates sobre a diversidade humana. “A prefeitura de João Pessoa, desde o início da primeira gestão do prefeito Ricardo Coutinho, vem demonstrando o interesse em promover ações que possam contribuir para a construção de uma maior conscientização sobre as questões que envolvem a diversidade humana”, disse ele.

Racismo e ações – Durante o evento, a diretora de Organização Comunitária e Participação Popular da Sedes, Cassandra Figueiredo, lembrou que mesmo com as discussões promovidas pelos movimentos sociais e órgãos governamentais, o racismo ainda acontece na sociedade brasileira. “Cada vez que fazemos um seminário como este, aparecem pessoas que dão depoimentos de como o racismo realmente ainda existe”, disse ela.

Já a professora e pesquisadora Solange Rocha, representante do grupo de mulheres negras Bamidelê, destacou a importância de se registrar de forma mais atuante o Dia Nacional da Consciência Negra. “Este é um momento de relembrarmos a luta do povo negro no passado e também de reafirmarmos a nossa postura em defesa dos direitos sociais da população negra”, ressaltou.

Solange Rocha também destacou as ações que vem sendo realizadas pelos movimentos negros em parceria com a PMJP. “Ainda há muito o que ser feito, mas já conseguimos estimular um debate com o poder público para discutirmos políticas efetivas para a população negra”, disse ela.

Mobilização – O encontro que marcou o Dia Nacional da Consciência Negra, coordenado pela Diretoria de Organização Comunitária e Participação Popular e Assessoria de Políticas Públicas para Diversidade Humana, da Sedes, faz parte das atividades que marcaram todo o mês de novembro para discutir questões como identidade negra e cultura afrobrasileira.

Desde o início de novembro estão sendo realizadas várias atividades temáticas, como oficinas nos 11 Centros de Referência de Cidadania da PMJP e na Comunidade Quilombola Paratibe. As ações são promovidas pela PMJP em parceria com grupos e movimentos sociais, como o Bamidelê, Movimento Negro Organizado da Paraíba, Rede de Mulheres em Articulação na Paraíba, Rede Comunidades Tradicionais Mulheres em Terreiros e o Grupo de Mulheres de Terreiro Iyálode.

Também participaram do seminário desta sexta o secretário adjunto de Desenvolvimento Social, Lau Siqueira; o secretário de Juventude, Esportes e Lazer, Alexandre Urquiza; a secretária adjunta do Meio Ambiente, Rossana Honorato, além de representantes do IFPB, UFPB, movimentos negros e grupos de mulheres negras da Paraíba.