Seminário sobre pedagogia da igualdade acontece no auditório do Paço, no sábado

Por - em 92

A Organização Não-Governamental (ONG) Centro da Mulher 8 de Março (CM8M) vai realizar, no próximo sábado (11), o seminário ‘Comportamento social e escola: refletindo sobre uma pedagogia da igualdade’, no auditório do Paço Municipal, Centro de João Pessoa. O evento faz parte do projeto ‘Por uma Pedagogia da Igualdade: novos saberes sobre a diversidade e a igualdade na escola’, que tem o objetivo de proporcionar informação e conhecimento para a promoção da cultura de reconhecimento da diversidade sexual e da igualdade na escola.

As formações acontecem uma vez ao mês, onde são capacitados cerca de 80 profissionais de 11 escolas municipais, além de representantes da sociedade civil organizada. Neste mês, o seminário contará com a presença de Rogério Diniz Junqueira, executor técnico do Programa Brasil Sem Homofobia, do Governo Federal. Esse representante do Ministério da Educação e Cultura (MEC), ao qual o programa é ligado, virá a João Pessoa para acompanhar as ações dos projetos financiados pela União que trabalham com a temática da diversidade sexual.

Segundo a assessora da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres (CPPM), Lígia de Freitas, é preciso envolver ainda mais os profissionais da educação nesta temática. “A formação dos profissionais para a promoção da cultura de reconhecimento da diversidade sexual e da igualdade de gênero é fundamental, pois a educação inclusiva que sonhamos transcende a perspectiva clássica de inclusão. Incluir, para nós, é garantir o acesso, permanência e sucesso escolar. E isso não se concretiza sem discutirmos questões de diversidade e diferença, de igualdade e eqüidade, sem inserirmos as problemáticas do sexismo, do machismo, do racismo e da homofobia no currículo escolar”, destacou a assessora.

O projeto realizado pela ONG recebe financiamento do MEC, através da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), e tem a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) como parceira, através da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) e da Coordenadoria das Mulheres.

Para Valquíria Alencar, coordenadora do CM8M, o projeto pretende que as temáticas trabalhadas não sejam apenas abordadas de forma pontual, mas que a discussão passe a estar presente no cotidiano escolar. “Uma de nossas metas é criar, dentro da Sedec, um núcleo que discuta e reflita sobre gênero e educação, trazendo também a discussão sobre diversidade sexual. A proposta é que esse núcleo tenha o compromisso de levar para dentro da escola a discussão da igualdade e diversidade, construindo uma política de formação mais sistemática dentro da Secretaria”, afirmou Valquíria.

As inscrições estão sendo feitas no Centro da Mulher 8 de Março, pelos telefones 3241-8001 ou 3221-0435.