Semob inspeciona 53% da frota cadastrada para transporte escolar

Por - em 51

O balanço final de vistoria dos transportes escolares, realizado pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), mostra que 53,49% da frota cadastrada em João Pessoa – que é de 430 veículos – foi inspecionada. Realizada entre 2 e 27 de julho passado, essa foi a segunda vistoria do ano. Nesse período, foram avaliados 230 veículos. A inspeção e é válida para este segundo semestre.

Os 209 veículos aprovados atendiam os requisitos exigidos no regulamento para este tipo de transporte. Os outros 21 ficaram pendentes de aprovação e deverão regularizar os itens condenados para conseguir o selo amarelo que atesta a vistoria e a aprovação da Semob. As irregularidades mais frequentes foram encontrados nos pneus, extintores, faroletes, películas de áreas envidraçadas e faixas de padronização.

O chefe de transportes da Semob, Leonardo Campos, esperava que 80% dos veículos cadastrados fossem levados à Semob no prazo regular para a vistoria. Ele acredita que a falta da aferição do tacógrafo, que é realizada pelo Inmetro, pode ter inibido os permissionários a fazer a vistoria. “O fato de não passar pela vistoria ou ser reprovado pela Semob representa risco para a segurança das pessoas que circulam nesses carros, pois é um indício forte de alguma irregularidade” alertou.

A inspeção ainda poderá ser feita, mas os permissionários retardatários terão que pagar R$ 18,02 de multa por atraso no período regulamentar da vistoria, que é de acordo com o calendário da Semob.

Fiscalização – A partir desta quinta-feira (2), os agentes de mobilidade farão fiscalização próximo às escolas, para coibir a utilização de veículos irregulares fazendo transporte de escolares. O permissionário flagrado fazendo transporte escolar com veículo sem o selo de vistoria atualizado será notificado pela fiscalização e vai pagar multa de R$ 60,08. Havendo reincidência, o carro será apreendido e a multa será de R$ 85,13.

O chefe da Seção de Fiscalização de Transporte Público, Rodrigo Sávio, recomenda aos pais que fiquem atentos ao selo de vistoria e exijam do permissionário que o veículo esteja devidamente regularizado e com a inspeção semestral em dia. “Na fiscalização, vamos ver, além do selo de vistoria, a capacidade nominal do veículo – ou seja, o número correto de passageiros que os carros transportam”, explicou.