Sentinela vai reunir 240 famílias e crianças durante confraternização

Por - em 34

A confraternização do Serviço Sentinela, administrado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), deverá reunir, na sede do programa, cerca de 240 crianças, adolescentes e familiares atendidos diariamente. O evento acontece nesta terça-feira (18), a partir das 8h e até o meio-dia.

Na ocasião, haverá sorteio de uma bicicleta e distribuição de presentes. Os adolescentes farão apresentações de dança e teatro de bonecos, mostrando assim um pouco do que aprenderam com os educadores em 2007. Serão distribuídas ainda várias cestas natalinas entre as famílias. A festividade é uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Ministério Público Estadual (MPE).

Integração – A coordenadora do Serviço Sentinela, Salete Freitas, ressaltou que o objetivo da confraternização é difundir ainda mais o trabalho integrado dos diversos órgãos no combate à violação dos direitos de crianças e adolescentes. “É uma maneira de realizar a integração das famílias e fazer com que elas percebam que há toda uma rede de proteção. Assim, vão conhecendo mais essas outras instituições que também estão no trabalho de defesa dos direitos das crianças e adolescentes”, observou.

No evento também haverá a entrega dos presentes solicitados pelas crianças assistidas nas ações do programa. Elas escreveram cartinhas a Papai Noel, que foram recolhidas durante as visitas regulares às famílias, feitas pela equipe do Sentinela. A festa vai ter carrinho de pipoca, algodão doce, sacolinhas de lanche e brinquedos infláveis para a garotada.

Parceiros – Vão participar também da confraternização representantes dos conselhos tutelares e membros do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA). A festa conta ainda com a colaboração da Associação de Pediatria do Estado da Paraíba e do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil no Território Brasileiro (PAIR), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Ministério Público Estadual (MPE), são parceiros da PMJP nas ações de enfrentamento ao abuso e a exploração de crianças e adolescentes contidas no Plano Municipal de Enfrentamento ao Abuso Sexual Contra Criança e Adolescentes, pactuado por várias entidades e órgãos da esfera pública.

A população também pode ajudar a combater esse tipo de crime passando informações pelo número 0800 282 7969, implantado na atual gestão e que é gratuito. O Sentinela conta com equipe especializada, formada por psicólogos, assistentes sociais, advogado e educadores sociais. O atendimento pode ser individual (psicossocial e jurídico) e em grupo, com as famílias.

Dados das ações – De janeiro até o final de novembro, o Serviço Sentinela de João Pessoa atendeu 68 casos de violência contra crianças e adolescentes na cidade. Desse total, 48 foram de abuso sexual, 14 de exploração sexual, além de seis ligados a outros tipos de violação de direitos.

Nos casos de abuso, 43 foram cometidos contra jovens do sexo feminino e cinco do sexo masculino. Com relação à exploração, 12 eram meninas e outros dois meninos. Das 68 denúncias de violação dos direitos, 32 foram informadas ao Sentinela pelos conselhos tutelares, sete pela comunidade e quatro por familiares.

A maioria das violações referente à violência sexual foi cometida por desconhecidos das crianças e dos adolescentes. Porém, em segundo lugar na incidência estão as pessoas conhecidas da vítima. O pai está na terceira colocação entre os agressores, seguido do padrasto. A maior parte dos jovens assistidos pelo Sentinela estão cursando entre a 5ª e 8ª série.