SEPPM inicia projeto que beneficia ‘Mães Cangurus’ do Instituto Cândida Vargas

Por - em 335

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da iniciativa da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para Mulheres (SEPPM), deu início nesta sexta-feira (12) a uma atividade direcionada especialmente às mães que estão vivenciando o ‘Método Mãe Canguru’, no Instituto Cândida Vargas (ICV), em Jaguaribe. A proposta é levar atividades educativas e recreativas às mães durante o período em que estejam na maternidade, e informá-las sobre os serviços disponibilizados pelo município na política de atenção às mulheres.

A primeira iniciativa levada às mulheres aconteceu nesta sexta, com a realização de uma oficina de renascença, produto do artesanato paraibano que ganhou destaque e valorização na moda nacional e internacional nos últimos anos. “O nosso objetivo é proporcionar a essas mulheres a oportunidade de um novo aprendizado e que, a partir disso, elas possam ter até uma nova opção de trabalho e geração de renda”, explica Regina Bonfá, da Coordenadoria de Trabalho e Enfrentamento à Pobreza da SEPPM.

Oficina – A primeira aula da oficina foi garantida com o apoio da artesã Ana Lúcia de Siqueira Cavalcanti, do grupo informal de economia solidária, Mulheres Rendeiras, apoiado pelo município de João Pessoa. “Acho isso muito bom, porque aqui ficamos cuidando dos nossos filhos e isso também é uma outra ocupação para nós”, disse Suzana Maria da Silva, que também é artesã no município de São João do Tigre, na Paraíba, e uma das mães que atualmente vivenciam o método Mãe Canguru no ICV.

Suzana, que aproveitou a oficina para reforçar o aprendizado da arte da renascença, é mãe de Maria Clara, que completou nessa sexta um mês e sete dias de vida, e que precisa chegar ao peso de 2,5 quilos, o mínimo ideal para que o bebê e a mãe possam receber alta hospitalar.

As atividades realizadas pela SEPPM no ICV deverão acontecer sempre nas sextas-feiras, com a continuidade das oficinas e ações educativas na área de saúde.

Mãe Canguru O ‘Método Mãe Canguru’ é utilizado no ICV há mais de uma década. Criado na Colômbia, em 1979, permite que o recém-nascido de baixo peso possa ficar em contato direto com a mãe, pele a pele, durante a maior parte do tempo em que se mantém em recuperação na maternidade. O método também permite que os pais possam participar mais dos cuidados com o bebê.

Entre os benefícios, além de aumentar o vínculo da mãe com o filho ou filha, o Método estimula o aleitamento materno, a diminuição da infecção hospitalar, ajuda aos pais a aprenderem os cuidados com o seu bebê de baixo peso e, com isso, terem maior autoconfiança após a alta hospitalar.