Servidores inativos da PMJP comemoram benefícios implantados pela gestão

Por - em 64

O Instituto de Previdência do Município (IPM-JP), criado há cerca de 30 anos, é responsável pelos benefícios concedidos aos servidores inativos de João Pessoa. Neste domingo (17) é comemorado o dia do funcionário público aposentado e dentre os benefícios conquistados pelos servidores inativos, através da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), destacam-se pagamento de pensões e aposentadorias, além de atividades educacionais, artísticas e integrativas, ofertadas através do Clube da Pessoa Idosa e do Centro de Convivência do Idoso.

Para o superintendente do IPM-JP, Cristiano Souto, os diversos benefícios concedidos aos servidores inativos é uma forma de recompensa por tantos anos trabalhados. “O trabalho que fazemos no IPM-JP e em nossas instituições socioeducativas nada mais é do que um reconhecimento aos serviços prestados por estes trabalhadores que, durante uma boa parte da sua vida, dedicaram seu tempo para a construção e manutenção do município”.

Segundo dados da folha de benefícios do último mês de maio, existem atualmente 3.354 aposentados e 1.127 pensionistas. O IPM-JP dispõe de profissionais preparados para receber o servidor que busca entrar com o pedido de aposentadoria ou mesmo sanar suas dúvidas quanto ao processo de desligamento de suas atividades trabalhistas.

Aposentados satisfeitos – Os aposentados beneficiados pelos programas do IPM-JP exaltam a atuação do órgão e se dizem satisfeitos com os inúmeros benefícios. “Esta instituição é dedicada especialmente para nós idosos. Penso que devemos aproveitá-la ao máximo”, destacou Waldecy Soares, aposentada.

Além dos benefícios financeiros, a atuação em atividades físicas e sociais é destacada pelos aposentados nas ações da PMJP, através do IMP. “Após 30 anos de trabalho e dedicação, penso que é de uma sensibilidade muito grande da Prefeitura reservar espaços, como o Centro de Convivência e do Clube do Idoso, para que nós possamos interagir com outros idosos e poder mantermos ativos após a velhice. Sem isso aqui, nós estaríamos parados”, disse a também aposentada Maria da Penha Oliveira.

Clube da Pessoa Idosa – Através do Clube da Pessoa Idosa e do Centro de Convivência do Idoso os aposentados e pensionistas podem participar de atividades educacionais, artísticas e integrativas, que, segundo o relato dos próprios beneficiados “lhes dão vida nova”. Hoje, na instituição que funciona em uma sede no bairro do Altiplano, existem 265 servidores inativos participando das diversas atividades oferecidas.

Além da concessão e gestão de benefícios, o Instituto oferece ao servidor aposentado apoio social com atividades que possam preencher suas rotinas, após a quebra do vínculo de trabalho, uma possível enfermidade, ou a perda de ente querido.

O clube, atualmente, dispõe de 20 atividades, dentre elas: ginástica gerontológica, hidroginástica, teatro, dança de salão, reflexologia, natação, yoga e artesanato. Os facilitadores que ministram os cursos têm larga experiência em sua área de atuação e são capacitados para lidar com o público idoso.

Centro de Convivência – Em funcionamento em um anexo na sede do IPM-JP, o Centro de Convivência também é mais um dos benefícios cujo objetivo é dar atividade à vida dos servidores aposentados.

No local são desenvolvidas cinco atividades que são responsáveis pelo bem estar mental dos idosos. São elas: a bandinha Alvorada, coral, alongamento, artesanato, oficina da memória e oficina de artesanato. Igualmente preparados, os facilitadores no Centro gerem um público de 149 idosos.

Construção nova sede – A Prefeitura de João Pessoa autorizou, em abril deste ano, através de um decreto, a desapropriação do terreno e de duas casas, que atualmente servem de sede do Instituto de Previdência Social (IPM), no Centro, para a construção da sede própria da instituição. A obra deverá ter início até o final do ano.

A assinatura do decreto foi feita pelo prefeito Luciano Agra e fez parte das comemorações dos 28 anos do IPM. Na ocasião da solenidade, o prefeito destacou que a construção da nova sede ressalta o compromisso da PMJP com as políticas públicas para os aposentados. “Não vou chamar de presente essa construção, mas uma obrigação da nossa gestão e um compromisso de valorizar as políticas públicas para com o idoso. Já temos a estrutura necessária para termos uma sede grande e vamos partir para a compra do terreno. Assim, a PMJP terá cada vez mais equipamentos próprios”, destacou.