Setur mostra novo atrativo turístico em evento em SP

Por - em 34

‘Roteiro Integrado Civilização do Açúcar’ é o novo produto turístico que a Capital paraibana vai apresentar durante o 4º ‘Salão do Turismo’, que acontece de 1º a 05 de julho, em São Paulo. Alguns dos atrativos do roteiro, que já foi aprovado pelo Ministério
do Turismo, revela a beleza e as curiosidades que fazem parte de uma das mais importantes fases da história do Brasil, o ciclo da cana de açúcar no Nordeste.

Dividido em três roteiros distintos, o novo produto turístico se destaca por sua versatilidade, já que oferece contato com a natureza, história, religiosidade, gastronomia e cultura. Além de João Pessoa, os roteiros passam pelos municípios de Cabedelo, Conde, Lucena e Santa Rita, cidades que se destacaram na época em que a cana de açúcar era uma das maiores geradoras de riqueza no país.

O roteiro ‘Várzea do Rio Paraíba’ começa com uma visita à Usina São João, onde o turista poderá conhecer o processo de produção do álcool (biodiesel e etílico) e do açúcar. De lá segue para a Igreja de Nossa Senhora da Guia e, depois, para um belo passeio náutico pelo estuário do Rio Paraíba. Após o almoço na Ilha da Restinga, o roteiro chega ao fim com o pôr do sol na Praia do Jacaré.

O segundo roteiro, ‘Estuário do Rio Paraíba’, inicia com uma visita à escola Piolim, onde estão expostos artefatos do antigo engenho Paú, seguido de trajeto de trem até Cabedelo, onde o turista terá a experiência de utilizar o barco-ônibus até Lucena e posterior visita à Igreja de Nossa Senhora da Guia, encerrando com a apreciação do pôr-do-sol na fortaleza de Santa Catarina, em Cabedelo.

O último roteiro, ‘Caminhos do Brasil Rural Vale do Gramame’, inclui visita ao Viveiro de Plantas Nativas, à Escola Viva Olho do Tempo e à Ponte dos Arcos em Gramame, comunidade quilombola de Mituaçu, casa de farinha, trilha ecológica rural e, ainda, degustação de comidas típicas. Depois da visita à Cachaçaria Tambaba e Condessa, o roteiro termina na Praia de Tabatinga com direito a um dos cenários mais lindos da orla paraibana.

Além da Paraíba, fazem parte do roteiro os estados de Alagoas e Pernambuco. A inclusão de alguns atrativos turísticos de João Pessoa foi consolidada mês passado durante uma reunião onde estiveram presentes técnicos da Secretaria de Turismo (Setur) e vários representantes do trade turístico. “A inclusão da Região Metropolitana de João Pessoa no roteiro serve para fortalecer o turismo na capital, já que essas cidades também tiveram um papel indispensável como berço da civilização do açúcar na Paraíba,” ressaltou o secretário de turismo da capital, Elzário Pereira Júnior.

O projeto – O projeto foi inspirado pela publicação do livro ‘Civilização do Açúcar’, uma pesquisa realizada pela fundação Gilberto Freire que retrata a região açucareira do Nordeste. Alagoas, Pernambuco e Paraíba estão unidos para o desenvolvimento do ‘Roteiro Integrado Civilização do Açúcar’, que abrange 21 cidades dos três estados, sendo sete na Paraíba, que traz o tema cultural e histórico da região.

O roteiro é um dos contemplados na segunda edição do projeto Rede de Cooperação Técnica para a Roteirização, que vai estruturar novos roteiros integrados nas cinco regiões do país, promovendo maior inclusão social e o resgate dos valores culturais regionais.

Inspirado na importância da cana-de-açúcar e seus derivados na formação do Brasil, a ‘Civilização do Açúcar’ agrupa e transforma em atrativos turísticos a influência social, política e econômica da sociedade de senhores e escravos, além de ícones como a produção da cachaça, da rapadura, do açúcar e do álcool e seu importante legado cultural.

O projeto Rede de Cooperação Técnica para Roteirização é fruto da parceria entre o Ministério do Turismo, o Sebrae Nacional e o Instituto Marca Brasil (IMB). O objetivo é apoiar a produção de roteiros turísticos de forma articulada e integrada, por meio da formação de redes de cooperação.

A roteirização turística é uma das estratégias utilizadas no âmbito do “Programa de Regionalização do Turismo – Roteiros do Brasil” para estruturar, ordenar, qualificar, ampliar e diversificar a oferta turística. É um processo voltado para a construção de parcerias em níveis municipal, regional, estadual, nacional e internacional, com a integração e o compromisso dos atores envolvidos.