Show de Fernanda Abreu festeja ‘Dia da Mulher’ em João Pessoa

Por - em 18

A cantora e compositora carioca Fernanda Abreu faz show nesta segunda-feira (8) em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A apresentação vai acontecer a partir das 21h, no palco montado no Ponto de Cem Réis, Centro. Na oportunidade, o público vai poder conferir grandes sucessos da musa e uma das ex-vocalistas da banda Blitz, como: ‘Você pra Mim’, ‘Garota Sangue Bom’, ‘Brasil É o País do Suingue’, ‘Veneno da Lata’, ‘Kátia Flávia’ e ‘Rio 40 Graus’. O evento é uma realização da Prefeitura Municipal (PMJP), através da Fundação de Cultura (Funjope).

Fernanda Abreu iniciou a carreira como vocal de apoio na banda Blitz, liderada por Evandro Mesquita e, em 1990, lançou-se em carreira solo com o álbum ‘Sla Radical Dance Disco Club’, influenciada pelo Samba, Sambalanço, Disco Music, Rap e Funk carioca, estilo musical que ajudou a popularizar. Em 1992, a Disco Music foi substituída por ritmos mais brasileiros em ‘Sla 2 Be Sample’, seu segundo álbum. A faixa carro-chefe do disco foi ‘Jorge da Capadócia’, de Jorge Bem Jor, mas foi ‘Rio 40 Graus’, canção lançada em seguida, que marcaria a carreira da cantora. Exaltando e ao mesmo tempo criticando sua cidade natal, Fernanda compôs um mosaico dos ‘tipos cariocas’, de sua música, de seus hábitos e preferências. É com essa canção que Fernanda aproximava-se pela primeira vez do Funk, gênero ao qual ficaria bastante associada.

Confirmando o sucesso, em 1995, lança ‘Da Lata’, que, sem perder o caráter dançante, abandona um pouco a Dance Music e se concentra mais no Funk-soul e em ritmos brasileiros. São desse álbum as músicas ‘Veneno da Lata’, ‘Garota Sangue Bom’ e ‘Brasil É o País do Suíngue’.

Em 1997, lança em seu álbum ‘Raio X’, uma coletânea com seus maiores sucessos. ‘Entidade Urbana’ lançado em 2000, foi seu quarto álbum, onde ela combinou o Sambalanço dos álbuns anteriores com uma necessidade de falar das metrópoles, do universo asfixiante, dinâmico e apaixonante das grandes cidades. Os títulos das canções traduzem a homogeneidade do álbum: ‘Sou da Cidade’, ‘São Paulo-SP’, ‘Meu CEP É o Seu’, ‘Urbano Capital’, ‘Megalópole-Cidade’. Em 2004 lança,’Na Paz’ e em 2006, Fernanda gravou o CD ‘MTV ao Vivo’ dando nova roupagem aos seus sucessos solo e fazendo uma releitura de ‘A Dois Passos do Paraíso’, sucesso de 1983 de sua ex-banda, Blitz.

Discografia – Álbuns com a Blitz: ‘As Aventuras da Blitz’ (1982); ‘Radioatividade’ (1983) e ‘Blitz 3’ (1984).

Álbuns solo – ‘Sla Radical Dance Disco Club’ (1990); ‘Sla 2 Be Sample’ (1992); ‘Da Lata’ (1995); ‘Raio X’ (1997); ‘Entidade Urbana’ (2000); ‘Na Paz’ (2004); e ‘MTV ao Vivo’ (2006).