Simpósio reúne especialistas para debater avanços no tratamento de feridas

Por - em 52

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza nestas sexta (20) e sábado (21) o I Simpósio Paraibano de Feridas em parceria com especialistas na área de feridas e o Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba. O simpósio acontece na Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Arte com objetivo difundir o conhecimento sobre os avanços na área de prevenção e tratamento de feridas para os profissionais da saúde. A previsão é que 500 pessoas participem do evento.

Silmery Brito, coordenadora de Hipertensão Arterial e Diabetes, destacou que o simpósio foi pensado como uma forma de atualizar os profissionais sobre as novas tecnologias e orientações técnicas que concernem à prevenção e ao tratamento dos diversos tipos de lesões, desde as superficiais as mais complexas.

“Atualmente as feridas, das mais diversas etiologias, constituem-se num problema de saúde que requer do profissional um conhecimento mais aprofundado para conduzir o tratamento. Hoje se entende que, para tratar do doente com comprometimento da integridade da pele, necessita-se de uma avaliação multiprofissional, pois várias condições intrínsecas do paciente deverão ser consideradas para determinar a terapêutica mais indicada, inclusive o aspecto psicossocial, que deverá ser determinante nesta escolha, principalmente nas situações em que a continuidade do tratamento será conduzida pelo paciente ou familiar no domicílio”, explica Silmary.

A programação desta sexta (20) tem início às 14h com a abertura do evento, seguido de palestras sobre “Anatomia e Fisiologia da pele X Novas Técnicas de Curativos” e “Úlceras vasculogênicas no cenário nacional e as tendências para prevenção e tratamento (auditório)”. Já na manhã do sábado (21) a programação tem início às 9h com o debate sobre “Colonização Crítica X Infecção relacionadas a Feridas Crônicas”, seguido de “Erisipela: sinais e sintomas, como tratar?”, bem como “Caracterização e modelo de controle da dor em feridas”.

À tarde o evento tem prosseguimento com a apresentação dos temas “Pé Diabético: Abordagem fisiopatológica, prevenção e tratamento”, “Risco de úlceras por pressão: Um problema de Saúde Pública” e “Tratamento do Paciente Queimado e Utilização de Novas Tecnologias em Queimaduras”.