SMS participa de abertura do 8º Congresso de Ciências Sociais e Humanas em Saúde

Por Thibério Rodrigues - em 198

O secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio, participou nesta sexta-feira (27) da solenidade de abertura do 8º Congresso de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). O evento acontece até a próxima segunda-feira (30) na Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Para Adalberto Fulgêncio, o congresso apresenta uma pauta legítima, pois levanta uma discussão em torno do sistema público de saúde e a construção de propostas de melhorias para as políticas de saúde. “Estamos todos aqui para construir e defender aquilo a que minimamente temos direito. Em João Pessoa, temos uma rede consolidada de saúde, que busca prestar sempre a melhor assistência aos seus usuários”, afirmou.

O congresso tem o objetivo de buscar respostas para os problemas sociais relacionados à saúde, com o desafio de promover um debate que vai além da produção científica, buscando estratégias, experiências comunitárias e ações profissionais que aprimorem o protagonismo das pessoas na produção individual e coletiva de enfrentamentos às adversidades sociais.

“As ciências sociais e humanas são saberes e práticas em defesa da vida. Elas contribuem para que a saúde coletiva se consolide como tal num debate no qual possam caber nossas diferenças”, disse Martinho Braga e Silva, presidente do evento.

Também participaram da solenidade de abertura do congresso, representantes da Abrasco, Conselho Nacional de Saúde, Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Organização Panamericana de Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Secretaria Estadual de Saúde e Universidade Federal da Paraíba.

Com o tema ‘Igualdade nas diferenças – Enfrentamentos na construção compartilhada do bem-viver e o SUS’, o evento conta com uma programação que inclui apresentação de trabalhos científicos, minicursos, oficinas, fóruns, debates, mesas redondas, grupos temáticos e atividades culturais.

Abrasco – A Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) foi criada com o objetivo de atuar como mecanismo de apoio e articulação entre os centros de treinamento, ensino e pesquisa em saúde coletiva para fortalecimento mútuo das entidades associadas e para ampliação do diálogo com a comunidade técnico-científica, serviços de saúde, as organizações governamentais e não governamentais e a sociedade civil.

Imagens: Ivomar Gomes