SMS participa de capacitação sobre diagnóstico precoce de malária e arboviroses

Por Rebeka Paiva - em 112

Profissionais da Gerência de Vigilância Epidemiológica e da rede de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) participaram, nesta quinta-feira (13), de uma capacitação sobre diagnóstico precoce de malária e arboviroses, como dengue, zika, chikungunya.

O encontro abordou o manejo clínico da malária e arboviroses com objetivo de capacitar os profissionais para realizar ações de atenção à saúde específicas para esses agravos. De acordo com o gerente da Vigilância Epidemiológica da SMS, Daniel Batista, com a reemergência dos casos de malária em território paraibano, os serviços de saúde passaram a atender casos suspeitos da doença, por isso deve estar preparado tecnicamente para realizar manejo clínico de um agravo pouco conhecido no território.

“Muitos moradores de áreas endêmicas e epidêmicas da região metropolitana da Capital quando apresentam os primeiros sintomas de alguma doença buscam atendimento na nossa rede de urgência e emergência, principalmente nas UPAs. Então, é extremamente importante que nossos serviços e nossos profissionais estejam aptos para diagnosticar precocemente tanto a malária quanto outras arboviroses”, explica Daniel Batista.

De janeiro a maio deste ano, os prontos atendimentos de João Pessoa notificaram pouco mais de 3.100 casos de arboviroses. Esse número representa 71% do total de casos ocorridos em 2018.

A qualificação foi ministrada pela Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde do Estado e aconteceu no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba, em Jaguaribe.