SMS realiza ações educativas, nesta sexta, sobre a Influenza

Por - em 29

Três ações educativas sobre Influenza A (H1N1) foram realizadas nesta sexta-feira (31) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Uma delas foi com representantes de instituições de longa permanência de idosos, em uma escola particular da cidade e no local onde acontece a Festa das Neves.

A SMS esta fazendo uma série de ações educativas em instituições públicas e privadas para prevenir o contágio com o vírus H1N1 e para ensinar como proceder diante de uma suspeita de contaminação. Até o final da tarde desta sexta-feira, eram seis casos confirmados em João Pessoa – sendo que um deles evoluiu para morte – 11 casos descartados e quatro em monitoramento, esperando o resultado dos exames laboratoriais.

Segundo Julia Vaz, Diretora de Vigilância à Saúde, as palestras acontecem para que as pessoas possam tirar suas dúvidas e saber como proceder. “Todas as palestras estão sendo muito proveitosas, porque as pessoas tiram todas as dúvidas e serão multiplicadores da informação correta”, comentou Julia.

Na tarde desta sexta-feira, uma equipe da SMS afixou cartazes no local onde acontece a Festa das Neves. “As pessoas podem ficar tranquilas e ir à festa, pois ela acontece em um local aberto, com  ampla ventilação. A única recomendação é se alimentar apenas quando estiverem com as mãos limpas”, comentou Julia Vaz.

Neste sábado (1º) haverá mais duas palestras em escolas particulares da cidade e outras três ações já estão agendadas para semana que vem. Quem quiser material educativo ou achar que tem a necessidade de participar de uma dessas palestras pode entrar em contato com a Diretoria de Vigilância à Saúde através do 0800 282 7959. Este telefone também pode ser utilizado para tirar dúvidas ou comunicar a possível existência de outros casos.

Os casos em monitoramento são:
Mulher de 39 anos, internada no Hospital universitário Lauro Wanderley desde o dia 28 de julho.
Mulher de 31 anos, professora universitária, internada em hospital particular desde o dia 28 de julho.
Mulher de 18 anos, estudante, aguardando em casa resultado laboratorial. A estudante esteve na mesma viagem que o estudante de 31 anos que morreu no início desta semana.
Homem de 49 anos, estivador, etilista, tabagista, apresentando sintomatologia clínica crônica compatível ao uso do cigarro foi internado no HU depois de ter o caso detectado pela Unidade de Saúde da Família de Cruz das Armas 4.