Som das 6 traz o samba de Leci Brandão e da Malandros do Morro

Por - em 67

O projeto Som das 6 desta sexta-feira (25) vai trazer à Capital paraibana a cantora e compositora carioca Leci Brandão, dentro do evento Novembro Negro. Para comemorar o Mês da Consciência Negra, também se apresenta no projeto a bateria da Escola de Samba Malandros do Morro, do bairro da Torre. O evento, que começa a partir das 18h, no Ponto de Cem Réis, é realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), em parceria com a Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM).

Nascida no bairro de Madureira, no Rio de Janeiro, Leci Brandão tem quase 40 anos de carreira e já gravou mais de 20 álbuns e um DVD. A artista é umas das mais importantes intérpretes de samba. Ela já fez parcerias com o Fundo do Quintal, Martinho da Vila e Jorge Aragão. Entre seus ídolos constam ainda Ruth de Souza e Benedita da Silva.

Na década de 80, Leci Brandão desenvolveu sua carreira no exterior, apresentando-se no Japão, Dinamarca, Angola e Estados Unidos. Em 1990, seu disco “Cidadã Brasileira” chegou a ganhar dois prêmios Sharp. Entre os maiores sucessos gravados pela artista estão “Isso É Fundo de Quintal”, “Só Quero Te Namorar”, “Café com Pão”, “Papai Vadiou”, “Olodum Força Divina” e “Deixa pra Lá”.

Além de se dedicar à carreira musical, Leci também é comprometida com os movimentos sociais. Ela já assumiu a função de membro do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) e do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher (Condim).

Malandros do Morro – A Escola de Samba Malandros do Morro foi fundada em 30 de agosto de 1956. Atualmente, a agremiação é presidida por Romero Nery. O grupo, que vai se apresentar no Som das 6, é formado por 21 integrantes da própria bateria geral da agremiação, criada em 1996. Juntos, eles levam em seu repertório a autoestima do samba paraibano.

A bateria show tem um vasto currículo em participações com peças importantes da música popular brasileira. Nesta sexta-feira, os integrantes também vão marcar seu compasso com músicas de conhecidos compositores nacionais de samba.