STTrans altera cor das faixas de pedestres para melhor visualização

Por - em 231

A Superintendência de Transportes e Trânsito de João Pessoa (STTrans) está mudando a cor de fundo das faixas de pedestres da Capital. As faixas de pedestres, tradicionalmente pintadas de branco sobre a cor preta do pavimento, estão recebendo uma pintura vermelha no fundo, o que vai melhorar a visualização pelos condutores de veículos e dar mais segurança aos pedestres durante a travessia.

De acordo com a Assessoria de Planejamento do órgão, dez faixas de pedestres, no trecho compreendido do Busto de Tamandaré até a PBTur, tiveram a cor de fundo alterada e passam por uma avaliação de resultado.

As faixas de pedestres com fundo na cor vermelha chamam mais a atenção e têm um apelo de alerta bem maior do que na cor preta, a exemplo da placa de PARE, que desperta no motorista o instinto de ficar mais atento ao que está à frente. “O objetivo é destacar a faixa de pedestre, para que possa ser mais respeitada”, disse o Assessor de Planejamento da STTrans, Marcos Monteiro.

Gradativamente, todas as faixas de pedestres terão o fundo pintado de vermelho, tornando-se esta a cor padrão deste tipo de sinalização. A primeira faixa de pedestres com o fundo pintado de vermelho está localizada na Avenida Cabo Branco, em frente ao Batalhão de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar.

A próxima etapa de pintura das faixas será na Avenida Epitácio Pessoa, passando pela Beira Rio, até o final da Avenida Cabo Branco, na rotatória antes da Praça Iemanjá.

Hoje existem 1.200 faixas de pedestres em João Pessoa, que recentemente passaram por revitalização, dando mais segurança aos pedestres. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) conceitua faixa de pedestres como local onde o transeunte deve ter a prioridade de passagem sobre qualquer outro veículo, exceto em casos onde há sinalização com semáforos, onde o pedestre deve esperar que o sinal luminoso esteja vermelho para os veículos e só após fazer a travessia com segurança.

No Brasil, cidades como Diadema, em São Paulo, e Belo Horizonte, em Minas gerais, já utilizam a cor vermelha de fundo em suas faixas de pedestres com resultados positivos para a segurança viária, principalmente para os pedestres, a parte mais vulnerável nas relações do trânsito.