STTrans discute mudanças no trânsito da av. Josefa Taveira

Por - em 25

Lideranças comunitárias do Bairro de Mangabeira realizaram nesta sexta-feira (26) um café da manhã com o objetivo de discutir a questão do trânsito e transporte na localidade. O encontro contou com a participação do vice-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, e com os representantes da Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) Laura Farias Gualberto (superintendente), Omar Ramalho (diretor de Trânsito) e Antônio Davino (Diretor Administrativo).

Durante a atividade, que contou com a apresentação de uma banda de pagode e de uma quadrilha junina, os moradores da área, lideranças comunitárias e delegados do Orçamento Democrático (OD) tiveram a oportunidade de expor preocupações e apresentar sugestões para o projeto de reordenamento do trânsito no bairro de Mangabeira, que prevê algumas modificações na área, entre elas a transformação da Avenida Josefa Taveira em mão única.

A idéia dividiu opiniões. O líder comunitário Wallace Albuquerque acredita que o projeto geraria transtornos aos comerciantes da área. Na opinião dele, se a via se tornar mão única, o fluxo de pessoas nos estabelecimentos iria reduzir e a população não iria pegar ônibus na Josefa Taveira, tendo que se deslocar para outra via.

Já o líder comunitário Bento Ribeiro se posicionou de forma favorável ao projeto. Ele disse que as mudanças não iriam prejudicar ninguém, pelo contrário, só trariam benefícios. Segundo ele, o projeto será responsável pela humanização do trânsito em Mangabeira com a consequente redução do número de acidentes.

A superintendente da STTrans, Laura Farias Gualberto, destacou que o projeto ainda não está fechado. “Nós todos temos a consciência de que é necessário fazer essa mudança em Mangabeira, agora temos que arranjar a melhor forma para que isso seja feito, pois não queremos prejudicar ninguém, pelo contrário, queremos resolver esse grande problema que temos no trânsito da Josefa Taveira”, destacou. Nós queremos ouvir a opinião da população sobre as mudanças, por isso, fazemos questão de participar das reuniões e receber a população lá na STTrans. Mas o que temos percebido é que as pessoas são contrárias ao projeto quando não o conhece, depois que fazemos a apresentação das melhorias que as modificações trarão, elas mudam de opinião, observou Laura Farias.

O diretor de Trânsito, Omar Ramalho, explicou que com a concretização do projeto a avenida principal do bairro se tornará mão única para garantir a fluidez do trânsito. Nessa via haverá a priorização do transporte público. Também serão estabelecidas áreas de estacionamento. No projeto está previsto ainda a melhoria das calçadas, tornando-as padronizadas e garantindo a acessibilidade.

Na reunião, a comunidade expôs algumas preocupações, como a possível diminuição de vendas na Josefa Taveira, caso a via se torne mão única, e o aumento da distância de algumas ruas para os locais por onde os coletivos irão trafegar. Segundo Omar Ramalho, a organização da avenida atrairá mais clientes. Ele informou que o projeto prevê a criação de uma ‘espécie de integração temporal dentro do bairro’, que levará os usuários de transporte público até as vias principais. Será uma facilidade a mais para a população local, pois os usuários passarão a contar com ônibus circulando dentro do bairro, o que não existe atualmente, comentou.